Nota à imprensa sobre o projeto da Nova Previdência

A reforma da previdência é necessária para o Brasil. O governo federal já dedica atualmente 52% de seu gasto total para pagar aposentadorias e pensões. Se nada mudar, em 15 anos, gastará 100% do seu orçamento com previdência. Ou seja, não haverá recursos para educação, saúde, segurança, infraestrutura, etc. Além disso, nosso sistema atual é uma grande fábrica de privilégios e desigualdades.

Pode-se discutir detalhes do projeto, mas não há como negar que a proposta, ao economizar mais de RS 1 trilhão em 10 anos, estabiliza o custo da previdência para o Tesouro Nacional. Ao mesmo tempo, com a adoção de parâmetros semelhantes entre os trabalhadores dos setores público e privado, cria um sistema mais justo para todo o povo brasileiro.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp