Deconcic e FPIC buscam perspectivas para o setor junto às secretarias estaduais

Objetivo dos encontros foi buscar, junto às pastas, medidas emergenciais para a recuperação do setor em curto prazo

Publicado em 07 de junho de 2017

Nos dias 30 e 31 de maio, representantes do Departamento da Indústria da Construção da Fiesp (Deconcic) e da Frente Parlamentar da Indústria da Construção (FPIC) participaram de uma série de encontros promovidos junto às secretarias paulistas de Logística e Transportes, Planejamento e Gestão, Casa Civil e Fazenda.

Durante os encontros, foi destacado o cenário de forte crise enfrentada pelo setor, que perdeu cerca de 550 mil postos de trabalho em 2016, e mais 42 mil já no primeiro trimestre de 2017, resultado da forte queda dos investimentos em obras. Somente no estado de São Paulo, os aportes em obras de transporte e de habitação até abril de 2017 foram cerca de 90% menores aos valores observados em 2014 – período de auge dos investimentos.

Com isso, o objetivo dos encontros foi buscar, junto às pastas, medidas emergenciais para a recuperação do setor em curto prazo. “Não podemos jogar a toalha e tratar 2017 como um ano perdido. É fundamental ter visão dos planos do governo para o investimento em obras ainda esse ano, para que as pequenas e médias empresas possam se planejar, sobreviver e gerar empregos”, afirmou o diretor titular do Deconcic, Carlos Auricchio.

O deputado Itamar Borges, coordenador da FPIC, destacou que os encontros foram produtivos. “Reforçamos a importância de mantermos aberto este canal de diálogo entre a FPIC, o setor e os representantes do Governo do Estado”, disse. As reuniões iniciaram a construção de uma pauta a ser apresentada ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Entre as propostas apresentadas, está a viabilização de licitações de obras e lotes menores, permitindo a participação de pequenas e médias empresas do setor. A criação de um fundo garantidor para acelerar as Parcerias Público-Privadas estaduais foi outra ação sugerida nos encontros. A estruturação e modernização da fiscalização de veículos de transporte nas vias também foi apresentada, visando combater a informalidade e diminuir a deterioração dos pavimentos, impedindo o tráfego de veículos com excesso de peso.

Logística e Transportes
O secretário de Logística e Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, destacou que a queda da arrecadação do estado e dificuldades junto aos financiadores internacionais afetou os investimentos, e que a pasta está trabalhando na remodelação e continuidade das concessões estaduais.

O atual panorama do setor ferroviário foi apresentado pelo diretor do Deconcic, Vicente Abate. A necessidade de ampliar a malha ferroviária paulista e a realização de projetos como o Ferroanel também foi destacada pelo secretário.

Foto: Aline Rodrigues Barbosa/ Assessoria deputado Itamar Borges

Planejamento e Gestão
O reflexo da crise nas contas do Estado e a importância da aprovação das reformas em curso no Congresso foi reforçado pelo secretário da pasta, Marcos Monteiro. “Os esforços estão sendo direcionados para manter os projetos em andamento. O setor da construção é fundamental para reverter a atual crise”, afirmou. Para o secretário, é importante um trabalho conjunto de comunicação à sociedade da relevância dos investimentos para o crescimento socioeconômico.

O diretor titular adjunto do Deconcic, Newton Cavalieri, e o vice-presidente do Sinicesp, Manoel Ferrari, abordaram a situação da construção pesada paulista, cujo contingente de empregados voltou ao patamar de 2007. O setor defende que haja mais licitações de projetos de menor porte ainda esse ano, para que um maior número de empresas possa participar das concorrências.

Foto: Aline Rodrigues Barbosa/ Assessoria deputado Itamar Borges

Fazenda
Na reunião com o secretário da Fazenda, Helcio Tokeshi, o deputado Itamar Borges informou sobre o grupo de trabalho com representantes da cadeia produtiva e secretarias estaduais, para a elaboração de ações efetivas de curto prazo, como a intensificação da fiscalização em vias para combate à informalidade. O secretário afirmou que sua equipe está à disposição para receber sugestões para melhorar o ambiente de negócios, e que o governo tem trabalhado com foco em garantir a continuidade dos projetos já em andamento.

Foto: Mariana Vicente/ Assessoria deputado Itamar Borges

Casa Civil
O secretário-chefe da Casa Civil, Samuel Moreira, também enfatizou a importância de aprovar as reformas necessárias para recuperar a confiança e o investimento, incluindo a reforma política, que permitiria o enxugamento das estruturas da administração pública. A Casa Civil coordenará novas rodadas de diálogo com a cadeia produtiva e as secretarias relacionadas, para criar uma agenda propositiva junto ao Governo do Estado.

Paulo Camillo Vargas Penna, diretor titular adjunto do Deconcic, apresentou panorama do setor de cimento, informando que, com a crise, seis fábricas encerraram as atividades em São Paulo desde 2014. “Hoje o estado demanda 12 milhões de toneladas de cimento por ano, e está produzindo apenas 7 milhões”, disse.

Foto: Mariana Vicente/ Assessoria deputado Itamar Borges