imagem google

Vendas reais da indústria paulista avançam em janeiro  

A pesquisa Sensor indica estabilidade do setor em fevereiro, com ligeira melhora no item Emprego  

Agência Indusnet Fiesp  

As vendas reais da indústria de transformação paulista cresceram 4,3% entre os meses de dezembro e janeiro, conforme aponta o Levantamento de Conjuntura da Fiesp/Ciesp. No entanto, ainda não se recuperaram completamente e estão 2,8% abaixo do período pré-pandemia (fevereiro/2020).   

Também houve avanço no item salários reais médios da indústria do Estado de São Paulo, com crescimento de 2,3% no primeiro mês de 2022. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) atingiu 80,1%, incremento de 0,6 p.p. na passagem de dezembro para janeiro. Já as horas trabalhadas na produção registraram alta de 0,4% no mesmo período. Os dados estão dessazonalizados.   

Apesar de todos os indicadores da pesquisa mostrarem aumento no mês de janeiro, os resultados são inferiores aos de janeiro de 2021 – com exceção do NUCI que passou de 79,0% (janeiro/2021) para 80,1% (janeiro/2022).  

Na comparação, as vendas reais têm retração de 12%, os salários reais médios registram queda 0,6% e as horas trabalhadas na produção sofreram contração de 0,5%.  

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660401112

SENSOR

Em fevereiro, o indicador de mercado recuou 2,0 pontos em relação ao último resultado divulgado, passando de 49,6 pontos para 47,6 pontos. Números abaixo dos 50,0 pontos indicam piora das condições de mercado.   

O componente vendas foi a principal contribuição para a piora do indicador geral, com recuo de 3,2 pontos, registrando 50,6 pontos no mês corrente ante os 53,8 da leitura de janeiro. Vale ressaltar que, por continuar acima dos 50,0 pontos, há indícios de aumento moderado das vendas no período.   

O item estoques ficou mais próximo do nível planejado pelas empresas, passou de 50,9 pontos em janeiro para 50,3 pontos em fevereiro. Leituras superiores a 50,0 pontos indicam estoque abaixo do desejável, ao passo que inferiores a 50,0 pontos indicam sobrestoque.   

O item emprego registrou 50,8 pontos, aumento de 2,0 pontos em relação ao mês de janeiro quando atingiu 48,8 pontos. Resultados acima dos 50,0 pontos indicam expectativa de contratações da indústria paulista.  

Já o indicador de investimentos arrefeceu quando comparado com o mês anterior. Passou de 52,4 pontos em janeiro para 51,5 pontos em fevereiro. Como o resultado permaneceu acima dos 50,0 pontos, há expectativa de aumento dos investimentos. 

Para acompanhar a série histórica, clique neste link.

Saiba mais – O Sensor é uma pesquisa qualitativa de conjuntura econômica e tem como objetivo captar informações do andamento da atividade da indústria de transformação paulista durante o mês corrente da coleta. Os resultados da pesquisa são indicadores de difusão que variam de 0 a 100 pontos, onde os números acima de 50,0 pontos revelam expectativas de positivas (aceleração em relação ao mês anterior) e abaixo negativas (desaceleração ao mês anterior).