imagem google

Skaf e Haddad firmam parceria para construção de complexo educacional de R$ 166,8 milhões em Itaquera

Concessão de uso da área será feita pela prefeitura para que Sesi-SP e Senai-SP façam a construção, a instalação dos equipamentos e a administração dos espaços

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

Paulo Skaf, presidente da Fiesp, do Ciesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, assinaram nesta quarta-feira (29/6), no Gabinete da Prefeitura, escritura de concessão de uso de área, por 99 anos, para construção do Complexo Educacional do Sesi-SP e do Senai-SP.

O terreno tem 21.164 metros quadrados, está localizado próximo ao estádio do Corinthians (Itaquerão) e em frente à estação de metrô e ferroviária de Itaquera, e abrigará uma escola de educação básica do Sesi-SP e uma escola de ensino profissionalizante do Senai-SP. O projeto para a construção das duas unidades terá investimento de R$ 166,8 milhões.

A nova escola do Sesi-SP unificará quatro escolas externas da entidade existentes na Zona Leste – os Centros Educacionais 074 da Vila Cisper, o 293 de Engenheiro Goulart, o 329 do Jardim IV Centenário e o 379 da Vila Carrão – e atenderá 1.536 alunos, sendo 36 turmas do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 12 turmas do 1º ao 3° ano do Ensino Médio.

Segundo Skaf, o projeto deverá ser apresentado em até um ano. As obras devem durar até 4 anos. Sesi-SP e Senai-SP, disse Skaf, normalmente constroem em terrenos doados pelas prefeituras, mas na cidade de São Paulo foi aberta exceção porque essa modalidade de concessão é a possível pela legislação. Há, afirmou, uma grande demanda na Zona Leste, carente de espaços de educação e cultura. “Não tenho a menor dúvida que essa área ficará diferenciada na cidade.”

Haddad explicou que a área é municipal e não tinha destinação específica. “Estamos mapeando as oportunidades para que esse seja um centro vivo da Zona Leste”, afirmou, destacando que o local é de muito fácil acesso.

A unidade terá 13.394,74 metros quadrados e será projetada com 36 salas de aula, 6 laboratórios – sendo 2 de Informática Educacional, 2 de Ciência e Tecnologia, 1 de Química e Biologia e 1 de Física – biblioteca escolar, área de convivência, 2 quadras poliesportivas cobertas e com vestiários e cozinha com refeitório. As instalações terão total acessibilidade para portadores de necessidades especiais e pessoas com mobilidade reduzida. Somente para esta unidade, serão destinados R$ 60,8 milhões.

A escola do Senai-SP será verticalizada, com três andares, terá o total de 17.959,53 metros quadrados e tem previsão de consumir R$ 106 milhões, entre obras e equipamentos. Ela será a oitava unidade da instituição na Zona Leste e oferecerá cursos nas áreas de Metalmecânica, Conectividade e Telecomunicações, Urbanismo e Meio ambiente, Alimentos, Mobilidade Urbana, Logística, Design, Infraestruturas Sustentáveis e Sistemas de Segurança. Paulo Skaf lembra que pode haver alterações nesse perfil. “O Senai-SP muda a cada minuto”, afirmou. “Lá na frente vamos ver.”

Os programas educacionais atenderão jovens que buscam qualificação para o primeiro emprego, jovens e adultos que buscam formação técnica e adultos interessados em programas de formação inicial e continuada. “O Objetivo do Senai-SP é empregar”, destacou Skaf. A unidade também oferecerá consultorias, serviços laboratoriais e informações tecnológicas para as indústrias da região.

>> Ouça boletim sobre o Complexo Educacional

Formação completa e integrada

Em agosto do ano passado, Skaf e Haddad assinaram, na sede da Fiesp, escritura de concessão em uso de área para construção do Complexo Cultural Itaquera Sesi Senai. Com área de 40.674,48 metros quadrados, o terreno abrigará um teatro, espaços para cursos de formação e especialização em artes e cultura, um centro de incentivo à Matemática e às Ciências, com Midiateca e Exposições temporárias. O investimento previsto para este complexo cultural, que terá área construída de 8.500 metros quadrados, é de R$ 35 milhões.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1656804699

Skaf e Haddad na assinatura da concessão de uso para complexo educacional do Sesi-SP e do Senai-SP. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp