imagem google

Sesi-SP investirá R$ 40 milhões em atletas e novas modalidades

Em 2010, serão destinados R$ 17 milhões para esportes de competição e outros R$ 22 milhões em novas instalações

Agência Indusnet Fiesp

Neste sábado (28/11), o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP e Senai-SP, Paulo Skaf, anunciou que os investimentos em novas modalidades e infraestrutura para o esporte de competição vão dobrar em 2010.

As informações foram dadas durante almoço com os jogadores do time de vôlei masculino adulto do Sesi-SP, promovido na sede da Federação para definir os planos para o próximo ano.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1571410380

Paulo Skaf e o técnico Giovane Gávio (ao centro, agachados) posam com o time de vôlei masculino do Sesi-SP. Foto: Flávio Martin



De acordo com Skaf, serão destinados R$ 17 milhões para novas modalidades esportivas e mais R$ 22 milhões em obras que darão suporte a atletas e alunos do Sesi-SP de todo o Estado.

“Em 2010, vamos dobrar a quantia investida nos nossos esportes de rendimento. O número de atletas e de modalidades oferecidas também irá duplicar”, explicou.

Mãos à obra

Os principais empreendimentos serão a construção de duas piscinas olímpicas, uma em Cubatão e outra em São Bernardo do Campo, que custarão R$ 5 milhões cada. Também serão feitas quatro novas pistas sintéticas de atletismo, nas cidades de Campinas, Osasco, Matão e Santo André, com o valor de R$ 3 milhões cada uma.

“Passaremos de 300 esportistas para 600 e de nove modalidades iremos para 18”, acrescentou o presidente das entidades paulistas.

As modalidades estão divididas em esportes aquáticos, paraolímpicos, de quadra, artes marciais e de pista, totalizando as 18 que integrarão a expansão do esporte de rendimento.

“Investir no esporte é dar oportunidade para os jovens verem seus sonhos construídos. Esporte é educação, e a indústria paulista está cumprindo seu papel para o futuro do Brasil”, acrescenta Paulo Skaf.

Portas abertas

Neste mês de dezembro, o Sesi-SP também realizará uma “peneira” para o vôlei, entre alunos de 14 a 18 anos, das categorias infantil e infanto-juvenil. A iniciativa faz parte dos investimentos anunciados e busca novos talentos, já pensando nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Para o auxiliar técnico de vôlei da entidade, Pedro Uehara, o objetivo é possibilitar que os jovens tenham um espaço bem estruturado e uma equipe técnica adequada para sua formação esportiva.

“Os mais novos acham que jogar numa seleção ou mesmo num clube profissional é algo que está distante deles. Incentivos desse tipo servem para mostrar que o caminho está aberto”, sublinhou.

Próximo passo

“Demos nosso máximo e colhemos os frutos do esforço. Voltamos duas vezes campeões”, comemorou o técnico do time profissional de vôlei do Sesi-SP, Giovane Gávio.

Apesar da confiança na equipe, o ele não conta vitória antecipada e garante que os jogadores vão encarar a superliga com a mesma garra que mostraram nas outras competições.

“Não sabemos se vamos trazer o título, mas prometemos jogar com todo nosso potencial. Vamos encarar a superliga com a faca nos dentes”, concluiu Giovane.

Desde sua criação, em maio deste ano, o time de vôlei masculino Sesi-SP consagrou-se como um dos mais competitivos da modalidade no País, conquistando dois importantes títulos: a Copa São Paulo e o Super Paulistão, que reuniu as oito principais equipes do estado.

O grupo também contabiliza outra vitória: o expressivo crescimento da prática da modalidade entre as crianças atendidas pelo Programa Atleta do Futuro (PAF) no estado, atualmente com cerca de 20 mil inscritos. Apenas de maio para cá, o total de jovens que adotaram o vôlei como esporte favorito no PAF salto de 1 mil para 5 mil.

Mesclando jovens talentos e jogadores olímpicos, a exemplo de Murilo e Sidão – repatriados pelo Sesi-SP após várias conquistas internacionais –, o time comandado por Giovane Gávio é formado por 18 atletas.

No momento, a equipe está treinando forte e realizando diferentes amistosos para disputar a Superliga, a partir de 3 de dezembro.