imagem google

Sesi-SP inaugura escola para 550 estudantes em Osvaldo Cruz; Skaf anuncia novo curso técnico no município

Durante cerimônia, presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, anunciou a criação um curso técnico de design na cidade já em 2014, além da construção de uma quadra de futebol e uma pista de atletismo

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp, de Osvaldo Cruz

“Aqui, nesta linda escola, milhares de crianças adquirirão conhecimento, o maior patrimônio que um ser humano pode ter na vida”, disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, durante a inauguração, na manhã desta sexta-feira (11/10), na cidade de Osvaldo Cruz, de uma nova escola do Sesi-SP.

Durante discurso realizado na quadra poliesportiva da nova unidade, Skaf falou sobre os desafios de construir a escola. Segundo ele, nos últimos seis anos o Sesi-SP teve a oportunidade de recuperar a escola antiga e inaugurar uma inteiramente nova. “Há seis anos o Sesi-SP poderia ter fechado em Osvaldo Cruz. Mas escola não se fecha em lugar nenhum”, disse. “E hoje, com muita felicidade, estamos aqui inaugurando um lugar onde as crianças terão aprendizagem de qualidade, acesso ao esporte, à alimentação e à cultura”, disse.

Skaf em Osvaldo Cruz:  conhecimento é o maior patrimônio que alguém pode ter. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Skaf em Osvaldo Cruz: conhecimento é o maior patrimônio que alguém pode ter. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Alto rendimento

Skaf falou sobre a gestão esportiva que o Sesi-SP vem realizando, ressaltando a importância do esporte no desenvolvimento pessoal. “O Sesi-SP tem hoje 20 modalidades de alto rendimento, sendo 10 mil alunos com aulas de rugby, esporte olímpico nas Olimpíadas de 2016.”

O presidente aproveitou para convidar ao palco José Montanaro Júnior, gestor do vôlei do Sesi-SP, e o jogador Murilo Endres, capitão da seleção brasileira de vôlei e medalhista de prata em Pequim-2008 e Londres-2012.  Ambos falaram sobre o trabalho que realizam no Sesi-SP.

“Com nossas dez modalidades do vôlei, temos 30 atletas nas seleções brasileiras. É um investimento para estimular e inspirar novos atletas para que um dia eles possam representar o nosso país”, afirmou Montanaro.

Murilo falou em seguida. “Nossa missão dentro do Sesi-SP é estimular as crianças e os jovens. E, desde 2009, eu venho, com muito orgulho, participando desse projeto vencedor”.

Em seguida, Skaf anunciou que o Sesi-SP implantará um curso técnico de design na cidade já em 2014. E, também, a construção de uma quadra de futebol e uma pista de atletismo próximas da escola.


A escola do Sesi-SP de Osvaldo Cruz: 97 unidades em tempo integral em 2013. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A escola do Sesi-SP de Osvaldo Cruz: 97 unidades em tempo integral em 2013. Foto: Everton Amaro/Fiesp


“Vejo as ansiedades da indústria e da população dessa cidade, importante polo de desenvolvimento, sendo atendidas com a construção dessa unidade de R$  11,5 milhões”, finalizou Vicioni.

Edmar Mazucaro, prefeito de Osvaldo Cruz, agradeceu Skaf pelo “presente” que a cidade recebe. “Essa grandiosidade, esse patrimônio, que o Sesi-SP nos presenteia, resultará em excelência de ensino para nossas crianças, para o nosso futuro”, disse.

 ‘Cuidam dos nossos filhos como se fossem deles’

Emocionada, Ângela Maia da Silva, mãe da aluna do sexto ano Melissa Gabriele Alves da Silva, de 13, anos, falou sobre a sensação de ver a escola sendo inaugurada. Segundo ela, Melissa foi diagnosticada com dislexia quando estava no primeiro ano, e, desde então, recebe “carinho e atenção especiais dos professores”.

“A escola dá apoio e toda a infraestrutura que minha filha precisa. Sinto grande orgulho por minha filha estudar aqui. Tive vontade de chorar hoje. Aqui temos tudo, nessa escola linda. Eles cuidam dos nossos filhos como se fossem deles”, disse Ângela.

A nova unidade é mais um passo para a consolidação do novo modelo educacional do Sesi-SP iniciado em 2007, que prevê a oferta de ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante e a construção de 100 escolas no estado.

Neste ano, além da unidade de Osvaldo Cruz, foram inauguradas 19 escolas do Sesi-SP nos municípios de Presidente Epitácio, Mococa, Tambaú, Guararapes, Votuporanga, Vinhedo, Americana, Bragança Paulista, Pirassununga, Descalvado, Jacareí, Avaré, Sumaré, Porto Ferreira, Jardinópolis, Santa Cruz do Rio Pardo, Presidente Prudente, Cajamar e Lençóis Paulista e duas do Senai-SP, respectivamente, em Ourinhos e Pompeia.

Projeto diferenciado

A escola do Sesi-SP foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta.

A nova unidade passa a oferecer ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 550 estudantes, 291 serão atendidos no ensino fundamental, sendo 226 matriculados em período integral. A escola também oferecerá ensino médio para 64 alunos e Educação de Jovens Adultos para 195 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia conhecida como sistema Sesi-SP de Ensino que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem. A escola foi construída em um terreno com 20 mil m².