imagem google

Sesi-SP cresce no fim da partida, vence o Pinheiros e fica com tetracampeonato paulista

Anderson “Cirilo” fecha o gol e garante o troféu de defesa menos vazada

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Gol a gol a final do Campeonato Paulista de Polo Aquático 2016 foi se desenhando. Com direto a gol do meio da piscina, expulsões, discussão e mais uma vez corte no supercilio, o time masculino do Sesi-SP foi superior, deixou para o trás o Esporte Clube Pinheiros e conquistou o tetracampeonato paulista. Na noite deste sábado (29/10), na piscina da Vila Leopoldina, os donos da casa superaram o tradicional rival por 13 a 11 em jogo muito disputado e com muita rivalidade.

Digno de uma decisão, o jogo foi totalmente equilibrado e tenso. Arthur Salgado acertou um chute logo no primeiro minuto e abriu o placar para o Sesi-SP. Pegado como todo confronto da final, além de gols, a partida contou ainda com contato físico intenso entre os atletas. Com cada jogada disputada à risca e milimetricamente calculada, nem os donos da casa, nem o Pinheiros conseguiu abrir vantagem no marcador. Enquanto Cirilo fechava o gol pelo lado do Sesi-SP em momentos importantes do jogo, os defensores do lado adversário também entravam em ação.

Após muitas discussões, expulsões e Tony Azevedo mais uma vez com um corte no supercílio, o Sesi-SP não se deixou levar pelo clima tenso e nervoso dentro da água. Com calma os comandados do técnico Avallone conseguiram se impor ainda mais no fim da partida e com direito a golaço de Tony do meio da piscina e categoria dos outros atletas nas finalizações, fecharam o último quarto com dois pontos de vantagem e mais uma vitória. Criado em 2010, o time adulto soma quatro títulos na competição (2013, 2014, 2015 e 2016).

Após a tradicional comemoração com todos na água, comissão técnica e atletas, o capitão Rudá comentou sobre a importância de mais um título para o grupo que conta com mais atletas jovens do que na temporada passada.

“Esse ano demos uma renovada legal, estamos com bastante jovens e é importante esse resultado expressivo. Começamos o ano com o objetivo de estar nessa final, jogar contra o Pinheiros, que tem um time muito mais experiente que o nosso. Sabemos que na final tudo pode acontecer, como foi hoje. Nós conseguimos vencer e conquistar o quarto título seguido”, comemorou Rudá.

Sempre de olho na formação de jovens atletas, o Sesi-SP procura integrar ao máximo suas categorias de base com equipes adultas, e o polo aquático é o grande exemplo de que o trabalho tem dado certo. Para ilustrar o crescimento desses jovens Rudá,usou como exemplo o jogo da semifinal contra o Paineiras na última sexta-feira (28). Mesmo com o placar de 9 a 7 o técnico Avallone não ficou totalmente satisfeito.

“Eu acho que o jogo de ontem foi fundamental para o resultado de hoje. Se a gente tivesse ganho fácil do Paineiras talvez não tivéssemos entrado tão fortes como entramos nesta final. Jogo contra o Pinheiros é sempre muito difícil, e existe uma rivalidade muito grande. A conversa não só do técnico como dos mais velhos com os mais jovens ajudou bastante. Eles sentiram a pressão de ontem, foi a primeira semifinal adulto que muitos jogaram, responsabilidade grande. Mas hoje entraram muito bem, melhor que ontem e tranquilos. Esse é o futuro, estamos preparando aqui no Sesi-SP um grande time e grandes atletas”, finalizou o capitão.

Após se classificarem em primeiro com 16 pontos, assim como o Pinheiros, porém melhores no saldo de gols (63 x 49), os meninos da Vila Leopoldina além da vitória com gols de Arthur Salgado (3), Tony Azevedo (3), Pedro Borges (2), Rudá (2), “Carinha” (1), Marcos Paulo (1) e Vinicius Pessin (1), ainda tiveram o goleiro Cirilo premiado com o troféu de defesa menos vazada.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566204946

Sesi-SP é tetracampeão paulista de polo aquático, com a defesa menos vazada. Foto: Sesi-SP/Divulgação