imagem google

Selma Migliori, do Deseg/Fiesp, defende regulamentação do setor de segurança privada

De acordo com diretora, segmento pode crescer até 20% no ano de 2016 caso se tenha a regulamentação em 2013

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563701428

Selma Migliori, do Deseg/Fiesp: indústria sofre com falta de regulamentação. Foto: Everton Amaro.

O segmento de sistemas eletrônicos de segurança quer uma regulamentação do setor de segurança privada. O objetivo é ser definido de modo claro como atividade independente e complementar à segurança pública.

A falta de legislação é um grave problema no país, de acordo com Selma Migliori, diretora do Departamento de Segurança (Deseg) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo ela, não adianta produzir equipamento adequado se não existem normas claras para a instalação. “E a indústria sofre muito com isso, pois a falta de um instalador qualificado ‘queima’ um equipamento e culpam a produção industrial”, explicou Migliori em painel do “Seminário de Tecnologia em Segurança Brasil e Alemanha”, realizado nesta segunda-feira (10/09) pelo Deseg/Fiesp.

O projeto de lei 1759/2007, de autoria do então deputado federal Michel Temer, tinha por objetivo estabelecer critérios que assegurassem maior cuidado com a inspeção técnica dos equipamentos e a capacitação dos profissionais.

Mas o projeto não avançou na Câmara dos Deputados, e a alternativa legislatória mais viável para a regulamentação do setor é o Estatuto da Segurança Privada, ainda não finalizado, mas em mãos do Ministério da Justiça.

“Um estudo feito pela Universidade de São Paulo, que aponta que se o setor cresce em média 11% sem regulamentação, poderá chegar em 2016 – aprovando essa regulamentação em 2013 – com um crescimento de até 20%, um crescimento ordenado”, disse Migliori, também presidente da Federação Interestadual de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Fenabese).

Leia maisEm reunião com ministro da Justiça, Deseg defende regulamentação do setor de segurança