imagem google

São Paulo Skills 2013 premia vencedores em 55 categorias

Cerimônia foi realizada neste domingo (29/09) no Anhembi, capital paulista. Vencedores vão se preparar para a etapa nacional

Alice Assunção, Ariett Gouveia e Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Após quatro dias de competição, mais de 700 alunos competidores do São Paulo Skills 2013 conheceram na tarde deste domingo (29/09), no Palácio de Convenções do Anhembi, os vencedores da edição estadual do principal torneio de educação profissionalizante do país.

Os alunos das escolas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) competiram em 55 modalidades.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1558345043

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP, com os representantes do Senai-SP no World Skills 2013, competição internacional disputada em Leipzig. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

No quadro geral de medalhas, a escola “João Martins Coube”, de Bauru, foi o destaque ao faturar 19 medalhas. A unidade “Roberto Simonsen”, do bairro do Brás, na capital paulista, ficou com 16 medalhas. Ainda na capital, a “Suíço-Brasileira Paulo Ernesto Tolle”, do bairro de Santa Amaro, obteve 15 medalhas.

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) e do Senai-SP, Paulo Skaf, entregou as medalhas aos vencedores.

“Esse é o Brasil que a gente sonha. Hoje estamos nesse evento. Isso que construímos aqui durante esses dias é também fazer o futuro”, afirmou Skaf.  “Quero parabenizar a todos, o esforço de professores, dos instrutores, coordenadores, dos alunos e de suas famílias”, completou.

Antes de pedir aplausos para o Senai-SP, Skaf anunciou uma novidade: os alunos do Senai-SP que conquistarem medalhas de ouro, prata e bronze ao final do  World Skills 2015, evento com sede no Brasil, vão ganhar viagens internacionais para países considerados excelências mundiais em cada uma das modalidades.

Em seu discurso, o diretor regional do Senai-SP e superintendente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Walter Vicioni Gonçalves, agradeceu pelo esforço dos 723 alunos competidores do torneio e dos treinadores e coordenadores de cada escola.

“Aqui os alunos tiveram tempo determinado para fazer e tiveram que ir rápido, mas fizeram bem feito”, disse Vicioni. Segundo o professor, a premiação do São Paulo Skills “é apenas o coroamento de uma metodologia de ensino do Senai-SP, que é aprender fazendo”.

Para acompanhar a cerimônia, foram convidados os alunos do Senai-SP que fizeram parte da delegação brasileira de 41 estudantes que participaram do World Skills disputado em julho, em Leipzig, na Alemanha. Entre eles, os medalhistas de ouro Richard Silva (polimecânica) e de prata Renata Santos (joalheria).

Também no palco, participando da entrega dos prêmios, o diretor técnico do Senai-SP, Ricardo Terra, e o gerente regional do Senai-SP, José Carlos Dalfrè.

O evento contou com tradução/interpretação simultânea em Língua Brasileira de Sinais (Libras). E teve apresentações do ilusionista Kamia e show do grupo NXZero, encerrando a festa.

Vencedores

Imagem relacionada a matéria - Id: 1558345043

Felipe Augusto Gutierra: o grande vencedor do São Paulo Skills 2013. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Felipe Augusto Gutierra da escola “Roberto Simonsen”, no Brás, foi o grande vencedor do São Paulo Skills  por obter o melhor desempenho durante a competição. Ele competiu na modalidade Polimecânica.

“Foi uma surpresa para mim. Não sabia o que estava acontecendo com os outros competidores. Fazia uma oração antes de começar, pedindo a Deus sabedoria e habilidade e fazia o que tinha que fazer. Deu certo!”, disse Felipe. “Acabei minha prova faltando 30 segundos para acabar. Só aqui vi que eu acertei tudo e fui o melhor da competição. Agora é continuar o treinamento, ir para o Nacional, chegar ao Mundial e ganhar.”

Maicon Roberto de Oliveira Caetano, 16 anos, é aluno da unidade “Shunji Nishimura”, da cidade de Pompeia. Ele conquistou medalha de ouro na modalidade Tornearia à CNC.

“Eu estava muito nervoso porque meu instrutor me falou que nove pessoas tinham gabaritado na última prova. Então, eu estava torcendo para ganhar pelo menos medalha de prata. Mas começou o anúncio e foi chamando bronze, prata e nada do meu nome”, contou Maicon, enquanto era abraçado pelos amigos.

“Agora eu quero ganhar o Nacional. Quero ganhar tudo”, completou.

Na modalidade Solução de Software TI para pessoas com deficiência visual, a vencedora foi Fernanda Paiva da Cunha Rosa, da escola “Ítalo Bologna”, da cidade de Itu. “Não estou acreditando ainda! Mas eu estava confiante que ia ganhar o ouro. É um prêmio muito esperado por mim”, disse a aluna. “Quero me preparar para a etapa nacional, mas também entrar no mercado de trabalho e continuar me especializando e batalhando.”

Em uma das categorias mais difíceis da competição, com 48 alunos disputando medalhas, Bruno Ribeiro de Araújo ganhou a medalha de ouro e manteve o título na escola “Roberto Simonsen”.

“Achava que eu podia ganhar, mas não tinha como ter certeza, com tanta gente disputando”, disse Bruno, muito emocionado. “Fiquei um ano em treinamento, eu me dediquei muito. Agora vou ganhar o Nacional!”

Joyce Bezerra Bonfim ganhou a medalha de ouro na modalidade Jardinagem e Paisagismo. “É uma sensação inexplicável”, disse a jovem de 18 anos que ao lado de Kelvin Neri de Paiva, representou a escola “Orlando Lavieiro Ferraiuolo”, unidade do Senai-SP no bairro paulistano do Tatuapé. Ela ingressou nessa ocupação por ser uma modalidade mais feminina. “É mais delicado mexer com flores.”

Primeiro colocado na modalidade Fresagem a CNC, Alafi Silva dos Santos já tinha participado da edição 2011 da competição, em outra modalidade, competindo em equipe. Segundo ele, os outros medalhistas eram muito fortes e ele já tinha perdido a esperança de subir no topo do pódio. “Foi como renascer das cinzas”, reconheceu ao falar do momento em que ouviu seu nome ser chamado.

Vencedor em Desenvolvimento Ambiental, modalidade estreante na São Paulo Skills, o garoto Wellyngton Tadeu Ribeiro Labes, de 16 anos, disse ter ficado surpreso com a conquista. “É muito gratificante. A gente treina por tanto tempo. Foram oito horas por dia, de segunda a sábado”, relatou o estudante da escola “Nadir Dias De Figueiredo”, unidade do Senai-SP em Osasco.

Seu objetivo de longo prazo é uma formação superior. “Quero me tornar engenheiro ambiental”, revelou.

Clique aqui e conheça todos os vencedores do São Paulo Skills 2013.