imagem google

São José do Rio Preto, Ourinhos e São Carlos vencem 3º Torneio do Sesi

Torneio classifica oito equipes do Sesi para disputar a etapa nacional

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

As equipes Robotic Team, do Sesi São José do Rio Preto, Robotic School, de Ourinhos, e Asimov, da unidade de São Carlos, subiram ao pódio nesta sexta-feira (11) para receber os prêmios de 3º, 2º e 1º lugar, respectivamente, do 3º Torneio de Robótica 2011.

Na categoria “Melhor Projeto de Pesquisa”, os alunos da equipe Robobio, do Sesi de Presidente Prudente, ficaram em 3º lugar, seguidos pelo time Tecnodroyds, de Mogi Guaçu, na 2ª posição, e pela equipe Raio-X, de Garça, que levou a primeira colocação.

Em “Melhor Projeto de Robô”, a equipe Laranja Mecânica, do Sesi de Limeira, ficou em 3º lugar. Os alunos da unidade de Catanduva, o Sesi Lego Team, ocupou a 2ª posição, seguidos pelo grupo Sesi Lego Chairs, de Sertãozinho.

Para a etapa nacional do Torneio de Robótica, foram classificadas as equipes: Lego Team, de Catanduva, Sesi Pulsação Zoom, Araçatuba, Sesi Robotic Girls, Itapetininga, Tecnobody Sesi, Catumbi, Sesi Lego Chairs, Sertãozinho.

Sonho

O presidente da Fiesp e do Sesi, Paulo Skaf, classificou a terceira edição do Torneio de Robótica e o 4º São Paulo Skills Senai 2011 – eventos que aconteceram simultaneamente entre os dias 7 e 11 de novembro – como “a realização de um sonho.”

“É através da educação que as pessoas se emancipam, criam independência. É através da educação que as pessoas crescem e constroem patrimônio”, disse Skaf no encerramento dos dois eventos no Palácio de Convenções do Anhembi, na tarde desta sexta-feira (11/11).

Competição

Nesta 3ª edição do Torneio Sesi-SP de Robótica, o desafio das equipes participantes foi explorar o mundo moderno da Engenharia Biomédica, descobrindo inovações tecnológicas para reparar lesões, superar predisposições genéticas e maximizar o potencial do corpo.

Durante o mês de outubro, 726 alunos com idade entre 11 e 13 anos participaram de oito seletivas regionais realizadas em todo o estado. Os 40 melhores colocados disputaram o Campeonato Estadual de Robótica desde terça-feira (8) no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Os alunos competidores construíram e programaram um robô para marcar pontos em disputas de 2,5 minutos num campo temático. Os grupos foram avaliados levando-se em conta quatro requisitos: realização das missões; apresentação do projeto de pesquisa; projeto do robô; e trabalho em equipe. Em relação à pesquisa, os alunos são estimulados a identificar um problema, buscar uma solução inovadora e compartilhar o resultado com a comunidade.