imagem google

Retrospectiva 2013 – Indústria da Construção da Fiesp inova com compilado inédito sobre informações e números do setor

Em 2013, Deconcic representou o setor da construção em eventos internacionais e lançou material inédito

Agência Indusnet Fiesp

Pela primeira vez, o Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) reuniu as mais importantes informações sobre todo o setor na página “Observatório da Construção”.

O lançamento do Mapa da Cadeia Produtiva da Construção ocorreu em Outubro de 2013, com o primeiro acesso feito pelo Vice-presidente da República, Michel Temer.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Da esquerda para a direita: Steinbruch, Skaf, Auricchio, Temer e Oliveira Lima. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Com a modernização do site a ferramenta online passou a ser referência para pesquisas e planejamentos de empresas, entidades e governos e também se tornou uma fonte para trabalhos profissionais e de universidades.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Ferramenta online que reúne os principais dados do setor

Somente em 2012, a cadeia produtiva da construção gerou R$328,5 bilhões, o equivalente a 8,8% do Produto Interno Bruto (PIB) e garantiu emprego a 13,4 milhões de pessoas (*), o que demonstra a “extrema importância do setor para o desenvolvimento e crescimento do país, que está preparado para atender suas necessidades, seja de infraestrutura, habitação ou saneamento”, afirmou Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, diretor titular do Deconcic, no lançamento da página em outubro.

O mapa do setor, presente no Observatório da Construção congrega mais de 110 sindicatos e associações, entre indústrias de mineração e transformação, comércio de materiais, sistemas construtivos industrializados, construção civil (edificações), construção pesada (infraestrutura), serviços imobiliários e serviços técnicos especializados. Estas entidades, além de institutos de pesquisa e órgãos governamentais, são as fontes dos conteúdos que a página reúne.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Página da Observatório da Construção no portal Fiesp

Na ocasião do lançamento da página, em outubro deste ano, o diretor titular adjunto do Deconcic e coordenador do projeto, Manuel Carlos de Lima Rossitto, explicou que a ideia é que haja sinergia em torno da iniciativa. “O site almeja a troca de expertises e prospecção de parcerias na criação e divulgação de conteúdos de interesse para a cadeia produtiva da construção”.

As principais notícias e informações são divulgados pela página Observatório da Construção no portal da Fiesp.

Deconcic na Batimat
No mês de novembro, a principal feira do setor, o Salão Internacional da Construção – Batimat Paris 2013, contemplou seis pavilhões interligados entre si.  Em meio ao maior evento mundial da indústria da construção, o Deconcic organizou entre 1 e 10 de novembro uma missão empresarial para participar da feira e interagir com os protagonistas mundiais do segmento.

Durante a Batimat, membros da missão participaram do curso de Gestão Empresarial, no âmbito da Cátedra “Globalização e Mundo Emergente Fiesp – Sorbonne”.

O presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) e membro do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic) da Fiesp, Cláudio Conz, participou da missão e do curso.

Segundo ele, “é sempre muito útil porque um professor internacional dá uma versão bastante macro das questões. A sala estava lotada, muita gente interessada em trocar esses conhecimentos e se prepara para esse mercado cada vez mais globalizado, em que nós vamos ter que nos inserir. Ou através das grandes corporações ou sendo grandes corporações”.

O encerramento da missão empresarial foi marcado com cerimônia especial para a delegação da Fiesp, na sede da Embaixada do Brasil em Paris, com mais de 70 convidados, entre empresários e representantes do setor, membros da Universidade Sorbonne, membros do corpo diplomático e demais autoridades.

Programa Compete Brasil

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, do Deconcic da Fiesp

Lançado em 2012 no 10º Congresso Brasileiro de Construção (Construbusiness), evento realizado a cada dois anos, o programa Compete Brasil, que consiste no conjunto de ações que visa ao aumento da competitividade do setor da construção.

Essas ações têm sido amplamente discutidas com representantes do setor e governo, e estão separadas nos seguintes temas: Planejamento e Gestão; Aspectos Institucionais e Segurança Jurídica; Funding; Mão de Obra; Impactos Tributários e Custos Produtivos, além de Sustentabilidade.

Segundo Auricchio, o “destravamento do setor nos diversos aspectos que têm atrapalhado a construção” é uma prioridade do departamento para 2014.


Conselho Superior da Construção

Ao longo de 2013, o Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic) realizou reuniões plenárias todos os meses. Presidente do conselho, José Carlos de Oliveira Lima, liderou discussões sobre investimentos no setor, inovação e tecnologia, desafios habitacionais, mobilidade urbana, logística e outros temas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Oliveira Lima: “deficiência em pontos como infraestrutura e saneamento”. Foto: Renan Felix/Fiesp

Durante os encontros, Oliveira Lima destacou, entre outros assuntos, os problemas logísticos e habitacionais a serem superados.  Na reunião de novembro deste ano, o presidente do Consic chamou atenção para o déficit habitacional no Brasil, além da deficiência em infraestrutura e saneamento.

Ele ainda comparou percentual do PIB destinado a crédito habitacional no país. “O valor destinado ao crédito habitacional corresponde a 7,9% do PIB, no Chile esse percentual é de 11,5%, na Grã-Bretanha chega a 84%”.

A conselheira Inês da Silva Magalhães, secretária nacional de Habitação do Ministério das Cidades, também participou da reunião de novembro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Reunião do Consic de novembro. Foto: Renan Felix/Fiesp

Segundo ela, além do aumento da oferta de moradia, há outras questões a resolver em parceria com o setor de construção, como a entrega de imóveis com menos impacto ambiental, sustentáveis e com custos de condomínio reduzidos. “Esse também é um desafio do setor, o mercado precisa fazer esse esforço, ter esse papel na área de habitação”.

Em uma das reuniões também foi discutido o método BIM (Modelagem de Informação da Construção), conceito de amostragem das informações do edifício, criando um modelo digital integrado que abrange todo o ciclo de vida da edificação.

Destaque também para o encontro de outubro, onde o diretor-executivo de Habitação da Caixa Econômica Federal, Teotônio Costa Resende, esclareceu dúvidas sobre o limite do valor do imóvel para enquadramento do Sistema Financeiro de Habitação. A mudança aumentou de R$500 mil para R$650 mil o valor limite de compra da casa própria.

Resende ponderou, no entanto que “o Banco Central criou regras consistentes, mas para os bancos elas não tem impacto porque eles já adotavam as regras”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1568937498

Reunião do Consic no mês de agosto. Foto: Everton Amaro/FIESP


Em agosto deste ano, Oliveira Lima representou a Fiesp na edição 2013 da Concrete Show, no Centro de Exposições Imigrantes, e reiterou a urgência de um desenvolvimento tecnológico para o setor.

Em seu discurso de abertura ele afirmou que “estamos em um momento muito antigo de construção. O setor precisa ser mais automatizado e atualizado em tecnologia”.