imagem google

Retrospectiva 2014 – Propostas para resolver entraves enfrentados pelo setor

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093O ano de 2014 foi repleto de trabalhos para o Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Além de lutar para o aumento dos investimentos federais em obras de infraestrutura, o departamento também iniciou atividades de grupos de trabalhos (GTs), que atuaram em aéreas especificas dentro da cadeia produtiva da construção. O objetivo foi desenvolver as ações previstas no Programa Compete Brasil, conjunto de propostas para aumentar a competitividade do setor e do país, lançado no 10º ConstruBusiness – Congresso Brasileiro da Construção, em 2012.

O GT Responsabilidade com o Investimento buscou ressaltar a importância do planejamento de obras com ética, transparência e responsabilidade social. Também foi criado um GT para discutir o conceito BIM (Modelagem da Informação da Construção), processo integrado que proporciona maior planejamento, eficiência e qualidade na gestão de obras.

O GT Segurança em Edificações trabalhou ao longo do ano em uma projetos de lei para tornar obrigatória a inspeção em edificações antigas.

Outro grupo com atuação intensa durante 2014 foi o GT sobre Construção Industrializada, que propõe isonomia tributária entre sistemas construtivos convencionais e industrializados, além da adequação dos modelos de licitação e a criação de mecanismos de estímulos para a industrialização das obras.

NOTÍCIAS DE DESTAQUE EM 2014


NOVEMBRO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Paulo Skaf e Oliveira Lima ao centro com a placa que celebra os 80 anos do sindicato. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Em evento na Fiesp com a presença do presidente da entidade, Paulo Skaf, o Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento do Estado de São Paulo (Sinprocim) fez a comemoração de seus 80 anos.

O encontro marcou a posse da diretoria do Sinprocim para o quadriênio 2014/2018 – o presidente do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic) da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima, foi reeleito para a presidência. >> Leia mais


OUTUBRO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Auricchio (ao centro): média de investimentos públicos em países desenvolvidos atinge 5,1%; no Brasil é de 2%. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Durante reunião plenária, o diretor titular do Deconcic/Fiesp, Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, afirmou que é preciso que os índices de investimentos em infraestrutura no Brasil se aproximem da média global. Segundo ele, os investimentos em projetos de infraestrutura representam apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, enquanto a média mundial é de 3,8% e nos países em desenvolvimento atinge 5,1%. “Há um espaço grande de crescimento que precisa ser trabalhado”, afirmou Auricchio. >> Leia mais


SETEMBRO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Responsabilidade com o Investimento

O Deconcic/Fiesp lançou a publicação “Responsabilidade com o Investimento: criar novas leis ou ajustar as existentes?”, que apura os obstáculos ao bom ritmo de execução de obras.

Na avaliação do diretor titular adjunto do Deconcic/Fiesp e coordenador do Grupo de Trabalho “Responsabilidade com Investimento”, Manuel Rossitto, o maior entrave neste caso é a gestão pública. >> Leia mais e >> Veja infográfico



AGOSTO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Deconcic criou grupo para tratar especificamente do conceito BIM. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

O consultor Sergio Leusin foi um dos convidados da primeira reunião do Grupo de Trabalho sobre BIM (Modelagem da Informação da Construção), criado pelo Deconcic/Fiesp. Ao longo de 2014, o grupo tratou especificamente desse tipo de tecnologia, que permite a criação de modelos digitais que consideram todas as características de um empreendimento, incluindo modelagem em terceira dimensão antes que eles sejam erguidos no plano real.

Na visão de Leusin, a indústria brasileira de construção civil precisa se reeducar para usar a tecnologia. >> Leia mais

JULHO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Alfredo Carlos Orphão Lobo, representante do Inmetro: em 2015, a fiscalização passará a acontecer dentro dos depósitos importadores e fábricas. Tamna Waqued/Fiesp

Alfredo Carlos Orphão Lobo, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e Marcos Otávio Bezerra Prates, diretor do Departamento de Indústrias Intensivas em Mão de Obra e Recursos Naturais do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), foram os convidados da reunião coordenada por Mário William Esper, diretor e coordenador do Programa Compete Brasil do Deconcic/Fiesp. O tema do encontro, realizado na sede da Fiesp, foi a conformidade técnica para materiais de construção provenientes de importação. >> Leia mais


JUNHO  

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Cover: isonomia tributária entre os setores. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

O Deconcic/Fiesp realizou a primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) sobre Construção Industrializada, com representantes de empresas e associações. Walter Cover, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) afirmou que uma das principais questões a serem debatidas pelo GT é a isonomia tributária do setor.

Segundo ele, o setor da Construção Industrializada sofre atualmente uma “tributação incorreta”. >> Leia mais


MAIO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Rossitto, ao microfone: ações para dar maior disciplina ao setor. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

O Deconcic/Fiesp realizou a primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) Responsabilidade com o Investimento. Na ocasião, Manuel Carlos de Lima Rossitto, diretor titular adjunto do departamento e coordenador do grupo, apresentou os objetivos do GT.

A finalidade do grupo, segundo Rossitto, foi reunir representantes da iniciativa privada e do governo para desenvolver ações que visem disciplinar a contratação de obras, a aplicação de recursos e a compra de materiais e equipamentos, destravando interferências. >> Leia mais


ABRIL 

Durante reunião do Deconcic/Fiesp, Manuel Carlos de Lima Rossitto afirmou que um novo estudo deve comparar o Brasil em planejamento da infraestrutura, arcabouço legal, orçamento e legado com outros países que sediaram eventos de grande porte, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Rossitto disse que o trabalho também deve apresentar propostas de melhorias para a organização dos Jogos Olímpicos de 2016, por exemplo. >> Leia mais

MARÇO 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Oliveira Lima, ao centro, na reunião do Consic: mão de obra pouco qualificada é um dos gargalos. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Membros do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic) da Fiesp discutiram melhorias e possibilidades de crescimento para o setor.

Abrindo o encontro, José Carlos de Oliveira Lima, presidente do conselho, afirmou ser necessária a superação dos obstáculos que impedem o crescimento da indústria brasileira da construção. “Continuamos a ter mão de obra pouco qualificada, nosso país prossegue sendo um dos piores em competitividade, além disso, nossa infraestrutura segue deficitária.” >> Leia mais

FEVEREIRO 

O Deconcic/Fiesp realizou a primeira reunião do Grupo de Trabalho de Materiais e Componentes da Construção Civil, como parte do Programa Brasileiro de Avaliação do Ciclo de Vida (PBACV). >> Leia mais

JANEIRO 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1606605093

Valdemir Romero: melhoria das condições de segurança em edificações antigas, tanto residenciais como comerciais. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Aconteceu a primeira reunião do Grupo de Trabalho Segurança em Edificações, com o objetivo de reunir entidades do setor diretamente envolvidas na questão de segurança de edificações e de suas instalações para o desenvolvimento de ações relacionadas ao tema.

Segundo o coordenador do novo grupo, Valdemir Romero, também diretor do Deconcic/Fiesp, o projeto será focado principalmente em garantir a melhoria das condições de segurança em edificações antigas, tanto residenciais como comerciais. >> Leia mais