imagem google

Retrospectiva 2013 – Um ano para entrar na história das produções culturais e artísticas

Além da diversificada agenda de espetáculos e exposições do Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso, 2013 foi marcado pelo lançamento do projeto Teatro Musical e da comédia musical ‘A Madrinha Embriagada’

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp 

Uma agenda cultural agitada e variada. Na área cultural, o ano de 2013 foi intenso, com diversas exposições, espetáculos teatrais, apresentações musicais e bate-papo com personalidades da cena cultural no Inteligência PontoCom.

O ano também foi marcado pelo lançamento do Projeto Sesi-SP em Teatro Musical – que incluiu o espetáculo ‘A Madrinha Embriagada’, dirigido por Miguel Falabella.

Segundo o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni Gonçalves, as ações culturais das entidades da indústria visam abarcar o maior número de pessoas. “O incentivo, fomento e difusão das diversas linguagens artísticas, democratizou o acesso de milhares de pessoas às manifestações culturais, destacando o Sesi-SP como uma das mais proeminentes entidades apoiadoras da arte e cultura no país”, ressalta.

Veja os destaques da área cultural ao longo do ano.


Agenda cultural em um clique

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311Uma das novidades para o público que acompanha as atrações do Centro Cultural Fiesp Ruth Cardosos e nos espaços culturais do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), espalhados por todo os estado, foi o lançamento do aplicativo mobile do Sesi-SP Cultura.

Gratuitamente o dispositivo disponibiliza, na tela do celular ou tablete, toda a programação cultural nas categorias Cinema, Dança, Exposições, Música e Teatro, em cartaz nas 54 unidades do Sesi-SP.

Teatro Musical e ‘A Madrinha Embriagada’

Uma iniciativa pioneira nas áreas cultural e de educação foi o lançamento, no mês de maio, foi lançando o projeto Teatro Musical.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Atriz Stella Miranda e integrantes do elenco de 'A Madrinha Embriagada' cumprimentam Paulo Skaf. Ao fundo, nas poltronas, Walter Vicioni e maestro João Carlos Martins. Foto: Everton Amaro.

Na ocasião do lançamento, o presidente das entidades, Paulo Skaf, ressaltou que os investimentos que a indústria faz em cultura busca beneficiar o maior número de pessoas. “Educação é única forma de dar oportunidade a todos,” afirmou.

A iniciativa foi elogiada por representantes da classe artística – como as cantoras Fafá de Belém e sua filha Mariana Belém, os atores Tiago Abravanel, Rosi Campos e Odilon Wagner, entre outros que estiveram no lançamento. A novidade despertou também o interesse de estudantes e profissionais da área artística.

Com investimentos de R$ 12 milhões, bancados pelas entidades da indústria paulista sem utilização de leis de incentivo.

O projeto Teatro Musical contemplou oficinas de vivência em Teatro Musical, curso de formação de atores e a montagem do musical A Madrinha Embriagada”, que estreou em agosto e ficará 11 meses em temporada no Teatro do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Oficinas de vivências no Centro Cultural Sesi Vila Leopoldina

As oficinas de vivências foram realizadas no mês de agosto, no Centro Cultural Sesi Vila Leopoldina, e deverão ser realizadas em outras unidades.  O curso de formação de atores terá início no mês de março de 2014, com duração prevista de três anos.

O ator Miguel Falabella, que dirigiu o musical “A Madrinha Embriagada” é fez a adaptação do premiadíssimo musical “The Drowsy Chaperone” é um grande entusiasta do projeto e considerou a iniciativa da Fiesp e do Sesi-SP sem precedentes na história dos musicais. “É a realização máxima de poder abrir a porta do sonho e da possibilidade para meninos como eu fui um dia. Tenho certeza que vários meninos vão sentar aqui na temporada de ‘A Madrinha Embriagada’ e sair transformados”, afirmou.

O musical “A Madrinha Embriagada”, desde sua pré-estreia, foi marcado pela emoção.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Figuro impecável assinado por Fause Haten e elenco de grandes estrelas do musical brasileiro

Com figurinos de Fause Hauten, o espetáculo reúniu no palco uma orquestra com 15 músicos e um elenco composto por uma constelação de grandes nomes do teatro musical brasileiro, como Stella Miranda, Saulo Vasconcelos, Frederico Reuter, Sara Sarres, Paula Capovilla, Ivan Parente e Kiara Sasso.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311No dia 08 de novembro, o espetáculo comemorou a sua 100ª apresentação, com direito a bolo no palco e muita festa! Após um breve recesso de fim de ano, as apresentações retomam ao ritmo normal no dia 08 de janeiro e fica em cartaz até julho de 2014.

Com sistema de reserva on-line de ingressos, o espetáculo tem tido sucesso de público e crítica.

O projeto Teatro Musical  foi destaque na mídia nacional, como nos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo; e internacional, como o site Broadway World. E o espetáculo “A Madrinha Embriagada foi indicado Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) como um dos melhores espetáculos teatrais de 2013.


Sucessos nos Teatros do Sesi-SP

No início do ano, o palco do Teatro do Sesi-SP teve uma estreia pra lá de especial: a peça teatral “A Viagem do Capitão Tornado”, dirigida por Leonardo Cortez e encenada por atores com Síndrome de Down do Grupo ADID de Teatro. Após a sessão gratuita, que emocionou a plateia, Leonardo Cortez e o elenco participaram de um bate-papo com o público.

O sucesso de público foi tanto, que a peça retornou ao palco do Teatro do Sesi-SP em abril. O espetáculo, que havia sido encenado em três cidades do interior paulista do Estado no ano passado, ganhou apresentação extra na capital paulista.


Inspirados na campanha do ator Ariel Goldberg para trazer o astro norte-americano Sean Penn à estreia do longa Colegas no Brasil, o elenco do grupo ADID de Teatro também criou sua própria mobilização (#VemAriel) para levar o próprio Ariel à estreia da peça  A Viagem do Capitão Tornado.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

O ator Cassio Scapin (em primeiro plano) é o narrador que faz o fio condutor da história

Em março, o musical ‘Lampião e Lancelote’  abriu temporada teateal no Teatro do Sesi-SP. A montagem, que teve direção musical de Zeca Baleiro, contou com a participação dos atores Cássio Scapin, Leonardo Miggiorin, Daniel Infantini e Vanessa Prieto.

Sucesso de público e de crítica, o espetáculo recebeu três prêmios Bibi Ferreira, ganhou Prêmio Arte Qualidade Brasil e, também, foi premiado pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Cena da peça 'Crônicas de Cavaleiros e Dragões – O Tesouro dos Nibelungos'. Foto: Vivian Fernandez P

Para o público infanto-juvenil, o destaque da programação foi a montagem ‘Crônicas de Cavaleiros e Dragões – O Tesouro dos Nibelungos’, baseado na obra de Tatiana Belinky (1919-2013), que ficou em cartaz no Teatro do Sesi-SP da avenida Paulista de março a junho.

No mês de maio,  o espetáculo “Poema Bar” voltou ao palco do Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, com o ator Alexandre Borges declamando versos dos poetas Vinícius de Moraes e Fernando Pessoa.

Encerrando a temporada de peças teatrais no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, “Fogo Azul de um minuto”, de Daniel Graziane, autor do Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council, ficou em cartaz no Espaço Mezanino, de agosto a dezembro, com entrada gratuita.  A direção foi de Zé Henrique de Paula e o elenco formado por atores do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do Sesi-SP Cultura.

Exposições

Os  espaços expositivos do Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso — a Galeria de Arte do Sesi, Espaço Fiesp e Galeria de Arte Digital — receberam, ao longo do ano, exposições nacionais e internacionais e de temáticas diversas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Exposição Fundição Artística no Brasil. Foto: Julia Moraes/FIESP

Como um presente à cidade de São Paulo, que comemorou os seus 459 anos no dia 25 de janeiro, a exposição Fundição Artística no Brasil, no mês de fevereiro, propôs uma visita pela história de quinze esculturas em bronze presentes no dia a dia do paulistano.

A mostra “Evita: paixão e ação” foi o destaque de maio no Centro Cultural Fiesp –Ruth Cardoso. Seis vestidos usados por Eva Perón,  além de acessórios e fotografias em situações diversas que expressam seu carisma,  estavam disponíveis durante a exposição.

A mostra ‘A Arte da Tapeçaria – Tradição e Modernidade’ reuniu, pela primeira vez no Brasil, 48 tapeçarias de Portalegre, do Alentejo. A região é conhecida por suas tapeçarias murais decorativas que reproduzem obras de pintores famosos, por meio de uma técnica manual. A mostra ficou em cartaz até março.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Paulo Skaf e ministro Aldo Rebello. Exposição tem 1.330 obras de arte. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

A exposição “Grandes Mestres da Arte Popular Ibero-Americana”, na Galeria de Arte do Sesi-SP, que estreou em outubro, foi uma parceria entre o Sesi-SP e o Fomento Cultural Banamex, do México. A exposição trouxe 1.330 obras de arte. No total, foram mais de 2.300 peças de cerca de 600 artistas da América Latina, Espanha e Portugal.

Em novembro, foi inaugurada com a presença do Rei da Suécia, Carl XVI Gustaf, a exposição ‘O Prêmio Nobel – Ideias Mudando o Mundo’, mostra que celebrou os benefícios que as criações dos laureados com o Prêmio Nobel proporcionaram à humanidade. “Tais esforços ecoam e continuaram a ecoar para sempre”.

De cunho social, exposição fotográfica do projeto #Adotei, no mês de dezembro, reuniu 17 imagens de personalidades, artistas e anônimos com seus animais adotados. A iniciativa teve a participação ativista e protetora dos animais Luisa Mell e homenageou o Dia dos Direitos Animais;

No mês de abril, no Espaço Fiesp deu lugar à duas exposições alusivas ao mundo do esporte: a mostra interativa “Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte” e exibição de 48 fotos denominada “Olhar a toda prova”.

Arte digital 

A capital paulista sediou mais uma edição do principal evento de arte e tecnologia do Brasil, o 14º Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File), que aconteceu durante o mês de julho. Os organizadores destacaram o estímulo à arte digital promovido pelo evento.


A programação ocupou quatro espaços no prédio da Fiesp, no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso:  a Galeria de Arte, Galeria de Arte Digital Sesi-SP (que participou pela primeira vez do File, com a mostra File Led Show); o Espaço Fiesp I e o Espaço Mezanino,  além da estação Trianon-Masp do metrô, localizada em frente ao prédio. Com programação inteiramente, o principal evento de arte e tecnologia do Brasil promoveu também encontros com artistas, mesas redondas e workshops.

Um dos destaques da Galeria de Arte Digital do Sesi-SP do ano foi a  “Mostra Play!”, dedicada ao mundo dos games, exibida em março.  A edição reunindo trabalhos de consagrados criadores de videogames e abrindo espaço para a interação com o público, que pôde jogar clássicos na fachada do edifício-sede da Fiesp, ícone da arquitetura paulistana.

No mês de maio, por  celebração pelo ano Alemanha + Brasil 2013-2014, a Galeria de Arte Digital inaugurou a mostra “Brasil-Alemanha: Culturas Conectadas“.

“Vivacidades: Poéticas Socioambientais”, foi a atração do mês de setembro. De forma inédita, a mostra reuniu obras visuais e interativas, a fim de se comunicar quem passou pela Avenida Paulista sobre as ações do homem no meio ambiente.

Em novembro, foi inaugurada a segunda edição do SP_Urban Digital Festival, composta por animações, obras de arte interativas, vídeos e performances integradas a dispositivos visuais.

Para encerrar o ano, em exibição desde o dia 9 de dezembro, a Galeria de Arte Digital do Sesi-SP, apresenta uma programação especial de Natal e Ano Novo. As imagens ficam em exibição até o dia 2 de janeiro de 2014, na fachada do edifício-sede da Fiesp.

Além das mostras, o Sesi-SP também realizou, em junho, workshop sobre criação digital em telas urbanas multimídias. E, em outubro, oficinas gratuitas de arte multimídia.


Música e dança
 

A temporada 2013 do Sesi Música começou com uma atração internacional: a banda Budapest Bár, uma das mais expressivas da atualidade na Hungria. O repertório mesclou a música tradicional húngara ao pop, rock, jazz e tango – incluindo composições autorais e releituras de sucessos como “Milonga del Angel”, do compositor argentino Astor Piazzolla, e “Carinhoso”, do mestre Pixinguinha.


Em abril, o Grupo Patérnope, de música erudita, apresentou-se no Centro Cultural Fiesp. A Banda Sinfônica do Estado de São Paulo apresentou-se, em junho, no palco do Teatro do Sesi-SP, que também recebeu o ‘Quarteto Nó na Madeira’, em agosto.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Mais de 500 alunos participaram do coral de alunos dos Novos Núcleos de Música do Sesi-SP


Para encerrar o ano, ao menos 3.500 pessoas assistiram na noite de 14 de dezembro a uma apresentação da orquestra Bachiana Sesi-SP, sob regência do maestro João Carlos Martins, interpretando peças de compositores como Beethoven, Mozart e Villa-Lobos no Ginásio Municipal de Esportes Castelo Branco, em Araraquara. O evento contou com a presença de Paulo Skaf.

Na ocasião, o coral de alunos dos Novos Núcleos de Música do Sesi-SP, projeto que deve formar ao menos 22 orquestras de cordas até o final de 2014, apresentou-se pela primeira vez. O projeto inova pelo método Alla Corda, desenvolvido pelo violinista e educador Ênio Antunes. É o primeiro método nacional de ensino de instrumentos de cordas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Paulo Skaf retribui homenagem recevida do maestro João Carlos Martins

Além disso, 2013 foi um ano de homenagens da Bachiana Sesi-SP, regida pelo maestro João Carlos Martins, ao presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf.

Em fevereiro, Skaf recebeu uma placa de homenagem pelo incentivo das entidades da indústria paulista à cultura musical. Em março, recebeu uma placa de ouro durante apresentação na Sala São Paulo. Em novembro, nova homenagem durante a última apresentação da Bachiana na capital paulista, no Masp.

O fim de ano também contou com o projeto Concertos Natalinos – somam dez no total -, do Sesi-SP, na esplanada do edifício-sede da Fiesp.

A segunda edição do Encontro de Dança do Sesi-SP, realizado em São José do Rio Preto, em outubro, reuniu cerca de 630 alunos de 31 unidades do Sesi-SP.

Outubro foi marcado pelo Festival Sesi Música 2013 – Edição São Paulo, concurso estadual direcionado aos trabalhadores da indústria paulista. O evento contou com show de Chico Cesar, no Teatro do Sesi-SP, em Campinas.


Videoarte e Cinema

O Sesi-SP e a Fundação Bienal de São Paulo anunciaram, em abril, o lançamento da 1ª Bienal no Sesi-SP: Mostra Itinerante de Videoarte.

De maneira inédita, a 1ª Bienal no Sesi-SP: Mostra Itinerante de Videoarte foi exibida simultaneamente em 55 unidades do Sesi-SP pelo estado, permitindo que mais pessoas tivessem acesso a essa seleção de obras contemporâneas. E, no segundo semestre, foram realizadas atividades nas unidades móvel de arte e cultura do Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Cao Hamburguer: prêmios de melhor diretor e melhor filme por 'Xingu' no IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Ao longo de todo ano, o Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso recebeu diversas mostras de cinema. Em maio, exibiu filmes do cinema francês; em junho, realizou um festival de curtas; e em dezembro, exibiu a mostra inédita de cinema alemão.

De agosto a outubro, realizou-se uma mostra gratuita e itinerante de cinema, com sessões semanais e entrada gratuita, em 53 unidades do Sesi-SP, com exibição de oito filmes finalistas da edição 2013 do Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema. Além disso, de junho a agosto ofereceu a mostra “Cinema e Trabalho”, um projeto que envolveu 52 unidades na capital e no interior do Estado.

Os grandes vencedores do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, anunciados em junho, foram os filmes “Xingu”, que recebeu prêmios em três categorias: longa-metragem de ficção, direção (Cao Hamburguer) e trilha sonora, e “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”, também com tripla premiação: atriz (Camila Pitanga), ator coadjuvante (Zé Carlos Machado) e fotografia (Lula Araújo).

A cerimônia de premiação contou com a presença de personalidades do cinema nacional.

Debates sobre cultura e arte  

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Uma expedição ao lado de Amyr Klink no InteligênciaPontoCom. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

A programação “Inteligência PontoCom” trouxe bate-papos mensais entre o público e principais criadores e pensadores das artes, cultura, sociedade e mundo. Nomes expressivos da literatura, artes visuais, cinema, filosofia, sociologia, esporte, teatro e música participam dos fóruns.

Passaram pelo InteligênciaPontCom, em 2013, a diretora Beth Lopes e do autor e dramaturgo Paulo Rogério Lopes. o poeta Sergio Vaz, criador do Sarau da Cooperifa, os cineastas Gregorio Bacic e Ugo Giorgetti  Maria Thereza Vargas, especialista na obra de Cacilda Becker, foi a convidada de setembro.

Chacal convidou o público a experimentar a diferença entre a poesia escrita e a poesia falada, em outubro; e o rapper Emicida e o jornalista Paulo Terron, e o navegador Amyr Klink. 

Literatura

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566205311

Obras das editoras Sesi-SP e Senai-SP indicadas ao Prêmio Jabuti

A Sesi-SP Editora e Senai-SP Editora realizaram diversos lançamentos ao longo do ano, com destaque para o livro “Programa Sesi-SP Trilha dos Saberes”, de Walter Vicioni Gonçalves, superintendente do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP),  em dezembro, na Livraria Cultura no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista.

O grande feito das editoras, foram os cinco títulos indicados ao Prêmio Jabuti, o mais tradicional e conhecido na área de literatura no Brasil. Além disso, as editoras promoveram duas feiras do livro. A primeira, em maio; e a segunda, em novembro.