imagem google

Retrospectiva 2013 – Ano de mais união para a cadeia produtiva de papel, gráfica e embalagem

A criação do Comitê de Cadeia Produtiva, no mês de abril, foi uma importante iniciativa para fortalecimentos dos setores envolvidos

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Em 2013, a cadeia produtiva gráfica brasileira navegou contra fortes inimigos: o alto custo de produção, a instabilidade cambial, a pesada carga tributária, os juros elevados, a burocracia e a entrada de concorrentes internacionais.

Mas o ano trouxe algo bom: a maior percepção das entidades do setor sobre a força das ações conjuntas. Durante o ano, “brotaram ações inerentes ao associativismo, evidenciando a importância do engajamento e a mobilização dos setores produtivos em torno de suas entidades de classe”, avaliou o coordenador do Comitê da Cadeia Produtiva do Papel, Gráfica e Embalagem (Copagrem) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Fabio Mortara.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Reunião inaugural do Comitê da Cadeia Produtiva do Papel, Gráfica e Embalagem


No mês de abril, a criação do Copagrem, fórum dedicado a buscar soluções para setores que compõem a cadeia produtiva, demonstrou ser fruto dessa nova visão. A iniciativa foi elogiada pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que destacou a necessidade de estimular as sinergias para se conseguir o crescimento e o desenvolvimento das indústrias.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Página dedicada aos temas relacionadas a indústria gráfica, de papel e embalagem

A cadeia produtiva do papel, gráfica e embalagem ganhou, no mês de dezembro, um novo canal de comunicação e informação: uma área dedicada ao tema no portal da Fiesp. A página reúne notícias, material multimídia, conteúdos de referência e a agenda de eventos relacionados a esses segmentos.

Valorização do papel

O crescente consumo de produtos em plataformas digitais é uma preocupação dos setores de papel e gráfica. Em entrevista ao portal da Fiesp, Fabio Mortara, avaliou essa situação e afirmou que a cadeia produtiva unida vai fazer frente a esse desafio de maneira mais eficiente.

Ações com enfoque ambiental para os setores da cadeia produtiva foram avaliadas. Em abril, foi discutido um acordo setorial de embalagens e o panorama da reciclagem no Brasil, durante a reunião do Conselho de Meio Ambiente da Fiesp, com a participação da organização do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Iniciativas para valorização do papel são apresentadas na reunião de dezembro

Outra iniciativa é uma campanha promovida pela Abigraf, nos moldes do movimento internacional Two Sides, com foco na disseminação do conceito de sustentabilidade e valorização do papel e da comunicação impressa.

A Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) apresentou na reunião do Copagrem, no mês de dezembro, uma campanha para incentivar o uso do Vale-Cultura, do Ministério da Cultura, para consumo de revistas impressas.

Desoneração e incentivos

O novo modelo tributário para o chamado papel imune também fez parte das discussões do Copagrem durante o ano.

Em julho a indústria gráfica foi um dos setores beneficiados pela Lei nº 12.844, que atendeu a pleitos importantes da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) relativos à desoneração da folha de pagamento de diversos setores.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

A consultora econômica Zeina Latif apresenta os reflexos da conjuntura econômica

Em 2013, o setor gráfico ingressou com pedido de margem de preferência para impressos editoriais e cadernos nacionais nas compras do Governo Federal.

Desaceleração da economia e a necessidade de investimentos para o setor foram discutidos na terceira reunião do Copagrem, realizada no mês de setembro.  Na ocasião, Fabio Mortara alertou sobre o “erro de insistir em políticas de estímulo da demanda quando o problema está na oferta, na falta de infraestrutura e nos gargalos encontrados no país”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Especialista do Dejur da Fiesp explica detalhes da aplicação da Norma NR12

Um tema que tem forte impacto nas indústrias do setor – a aplicação da NR 12 (norma regulamentadora que trata da proteção de máquinas e equipamentos) – tem sido acompanhado com atenção pela Fiesp. Representantes da indústria reivindicam a ampliação de prazo, considerando que há um alto custo para adequação técnica de todos os equipamentos, especialmente os mais antigos.


Inovação para o setor

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Investimentos em tecnologia e capacitação de mão de obra continuam a ser fortes preocupações do setor. A contribuição do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) nesse quesito foi verificada em vários momentos do ano.

Em junho, a Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas (Fispal Tecnologia), contou com a participação da Fiesp e do Senai-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395

Durante reunião do Copagrem, no mês de setembro, o diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni, apresentou os diversos serviços e cursos oferecidos para a cadeia produtiva do papel, gráfica e embalagem.

Professores e estudantes da Escola Senai Theobaldo de Nigris, na Mooca, em São Paulo, desenvolveram um Simulador de Mecânica Gráfica, que conquistou o primeiro lugar no Prêmio Inova Senai, no dia 30 de outubro.

Mercado editorial

Em 2013, a Associação Nacional de Livrarias (ANL) completou 35 anos de existência, fato relembrado em reunião do Copagrem.

As editoras Sesi-SP e Senai-SP deram sua contribuição ao mercado editorial, promovendo eventos de incentivo à leitura, como a Semana do Livro em Jaú e duas Feiras do Livro, na sede da Fiesp, realizadas nos meses de maio e dezembro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395Juntas, as duas editoras tiveram cinco livros entre os finalistas do Prêmio Jabuti, promovido pela Câmara Brasileiro do Livro.

Em outubro a Editora Senai-SP lançou o livro “Celulose”, da série Informações Tecnológicas, voltado a estudantes de nível técnico. Também foram lançados os livros “Caderno Joias – Tradução e Inspiração” e “Segredos do Design Automotivo”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401395A  Sesi-SP Editora contemplou um vasta temática em seus lançamentos no ano, desde o infantil ao culinário; da tecnologia ao esporte. O livro “Nanoarte” foi destaque no Festival Internacional de Linguagem Eletrônica.

A série “150 anos de futebol” e o livro “Olhar a toda prova” – foram outros destaques da Sesi-SP editora, ao longo do ano.


Perspectivas para o próximo ano

2014, ano de Copa do Mundo e de eleições, promete ser um ano benéfico para o setor.

Por conta desses eventos, a expectativa é ampliar a demanda de impressos relativos a produtos e marcas licenciados, folhetos, tabelas e uma infinidade de peças de marketing; e as eleições é, tradicionalmente, um período de movimento extra para as gráficas.

Independentemente desses fatores sazonais, a cadeia produtiva do papel, gráfica e embalagem espera que o Brasil faça as reformas necessárias e retome um ritmo mais acentuado de crescimento.