imagem google

Retrospectiva 2012 – Na área de meio ambiente, foco no desenvolvimento sustentável

Realização do megaevento Humanidade 2012 e acompanhamento da COP18 marcaram ações da Fiesp, que ainda premiou empresas por boas práticas ambientais

Os principais eventos de 2012 na área de meio ambiente tiveram participação da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Paulo Skaf durante o Humanidade 2012. Foto: Divulgação

De 11 a 22 de junho, quando as atenções do mundo estavam sobre o Rio de Janeiro, a Fiesp realizou o Humanidade 2012, iniciativa em paralelo à Rio+20, concebida para realçar o importante papel que o Brasil exerce hoje como um dos líderes globais no debate sobre o desenvolvimento sustentável.

Uma realização conjunta com a Firjan e Fundação Roberto Marinho, com patrocínio da Prefeitura do Rio, da Caixa e do Sebrae, o evento foi realizado o Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro.

 Departamento de Meio Ambiente (DMA) da Fiesp convidou especialistas e promoveu debates sobre importantes temas: “Governança da Água”, “Mudança do Clima”, “Produção e Consumo sustentável”, “Biodiversidade” e “Resíduos Sólidos”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Publicação ganhou versões em inglês, espanhol e francês

Na ocasião, Fiesp e Firjan divulgaram o documento A desigualdade é insustentável, com a visão da indústria sobre os principais temas que envolvem o desenvolvimento sustentável.

O documento foi entregue à delegação brasileira que participou da Rio+20. As entidades declararam forte engajamento para tornar realidade, por meio de ações viáveis e concretas, a valorização da diversidade humana, equidade de gênero e a preservação da biodiversidade do Planeta.

Mais recentemente, de 26 de novembro a oito de dezembro, a Fiesp acompanhou de perto as negociações da 18ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP18), realizadas em Doha (Catar).

A meta agregada de 18% de redução de Gases de Efeito Estufa (ano-base 1990) foi considerada modesta pelo Comitê de Clima que, porém, avaliou como importante a decisão de manter o Protocolo de Quioto (2013-2020) como instrumento legal no combate às emissões e essencial às negociações de futuro acordo que deverá ser negociado até 2015, quando os princípios da Convenção Quadro de Mudança do Clima deverão ser mantidos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

O ex- secretário-geral das Conferências de Meio Ambiente, na Fiesp. Foto: Everton Amaro

No mesmo mês de novembro, enquanto se discutia a COP18 em Doha, a Fiesp convidou o canadense Maurice Strong – um dos maiores especialistas em desenvolvimento sustentável e consultor na área de Desenvolvimento Sustentável na China –para compartilhar sua experiência com empresários brasileiros. Na sede da entidade, Strong participou de encontro com o presidente Paulo Skaf, com CEOs e da reunião do Conselho Superior de Meio Ambiente da Fiesp (Cosema).

Em palestra magna a convidados sobre a perspectiva sustentável para o nosso país no mundo globalizado, o especialista salientou que o futuro que desejamos não acontecerá sozinho e ressaltou a importância de o Brasil estreitar relações comerciais com a China, cuja troca de experiências representa um ganho global porque são líderes na atualidade.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Maurice Strong durante palestra na Fiesp. Foto: Everton Amaro


Strong elogiou ainda os esforços das indústrias paulistas em promover debates sobre sustentabilidade, salientando que não existe uma única organização no mundo tão comprometida com a implementação da sustentabilidade nas indústrias como a Fiesp.

Prêmios 

Com a finalidade de estimular boas práticas ambientais, o desenvolvimento de tecnologias e o respeito ao meio ambiente, todos os anos a Fiesp concede dois prêmios de incentivo às micro, pequenas, médias e grandes empresas: o Prêmio de Mérito Ambiental e o de Conservação e Reúso de Água.

Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental. Micro-Química. Foto: Mauren Ercolani

Empresa Micro-Química recebe Prêmio de Mérito Ambiental. Foto: Mauren Ercolani

A 18ª edição do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental teve como vencedores a Honda Automóveis (na categoria média e grande empresa) e a Micro-Química (categoria micro e pequena empresa).

Outras seis indústrias paulistas que receberam menções honrosas.

As ganhadoras concorreram com mais de 40 cases enviados por 39 empresas de todo o Estado.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Janaína Caliari Silva, da Pirelli, recebe o prêmio de 1º lugar na categoria grande/média


Já o 7º prêmio de Conservação e Reúso de Água, entregue no Dia da Água (22 de março), reconheceu iniciativas de quatro entre 19 empresas paulistas. As indústrias Pirelli Pneus e a Metalsinter ganharam o 1º lugar nas categorias média/grande e micro/pequena, respectivamente.


Reciclagem

A política de resíduos sólidos também faz parte das ações da Fiesp e tem por objetivo contribuir com os caminhos da implementação de logística reversa no Estado. Ou seja, o descarte correto de um produto pós-consumo, agregando valor aos mesmos e em favor do meio ambiente.

Em 2012, um dos resultados dessas discussões foi a assinatura, no dia 28 de fevereiro, dos Termos de Compromissos Setoriais de Resíduos Sólidos entre governo do Estado, Secretaria do Meio Ambiente, Cetesb e áreas produtivas, como determina a resolução SMA 38/2011. Esses Termos definem as regras para a logística reversa que teve início imediato em março.

Outra importante ação da casa sobre esse tema foi compartilhar experiências com representantes da Holanda, um dos principais países em números de reciclagem e tecnologia.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Melanie Schultz van Haegen-Maas Geesteranus, ministra de Infraestrutura e Meio Ambiente do Reino dos Países Baixos

Durante seminário na sede da Fiesp, em abril, empresários holandeses e brasileiros trocaram estratégias bem-sucedidas em gerenciamento de resíduos sólidos.

Na ocasião, o diretor-titular do Departamento de Meio Ambiente (DMA) do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Eduardo San Martin, lembrou que a indústria de São Paulo vem adotando práticas de Produção mais Limpa (P+L). E ressaltou: “Tivemos conquistas expressivas no setor produtivo com a redução do consumo de água e energia. Um ganho ambiental acompanhado da redução dos custos”.

Representando o setor industrial de São Paulo, a Fiesp ainda se fez presente com estandes e atividades na XIV Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial (Fimai), realizada de 6 a 8 de novembro, no Expo Center Norte.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Nelson Pereira dos Reis (3º junto à fita da esquerda para a direita) durante a abertura da Fimai. Foto: Everton Amaro.

Além de divulgar informações, produtos e serviços auxiliares à indústria em suas atividades de sustentabilidade, o estande da Fiesp disponibilizou aos visitantes ferramentas, publicações técnicas impressas e disponíveis para download, sobre gestão ambiental, áreas contaminadas, Política Nacional dos Resíduos Sólidos, mudança do clima, licenciamento ambiental, reuso de água e efluentes industriais.

Na internet  Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5 de junho, a Fiesp “plantou” uma árvore da sustentabilidade em sua fanpage no Facebook, por intermédio de um aplicativo desenvolvido especialmente para a rede social.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1576502919

Convite à reflexão sobre os desejos e expectativas para um mundo mais sustentável, a ideia era que os seguidores da fanpage da Fiesp alimentassem a árvore e, dessa maneira, interagissem com a temática central da Rio+20 – e também do Humanidade 2012.