imagem google

Projetos do Inova Senai revelam preocupação dos alunos e docentes com temas sociais

Exposição iniciada nesta segunda(7) pode ser conferida até quarta-feira (9) no Pavilhão de Exposições do Anhembi. A entrada é franca

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660751662

Kit para motos Wi-Light Security concorre à premiação na categoria Equipamentos

Equipes compostas por jovens alunos e professores do Senai-SP apresentaram seus projetos e invenções no Pavilhão de Exposições do Anhembi, zona norte da capital, durante a tarde desta segunda-feira (7) no Inova Senai.

Ao todo estão expostos 100 trabalhos inéditos – 16 de docentes e 84 de alunos –, em forma de equipamentos, materiais ou pesquisas em processos divididos em oito categorias.

Os trabalhos foram desenvolvidos por alunos dos cursos de Aprendizagem Industrial, Técnico e Tecnólogo e docentes de 54 escolas da instituição do estado de São Paulo. O objetivo é disseminar a cultura para a inovação tecnológica por meio do desenvolvimento de projetos e processos.

Muitos dos projetos revelam grupos de alunos sensibilizados e engajados com temas sociais, como a inclusão de deficientes e a segurança no trânsito. É o caso do Kit para motos Wi-Light Security desenvolvido por alunos da Escola Senai Hessel Horácio Cherkassky, em Cubatão, que concorre à premiação na categoria Equipamentos.

A invenção conecta os comandos de freio e setas da motocicleta com o capacete fazendo com que os alertas sejam visíveis, simultaneamente, na traseira do veículo e na cabeça do piloto. Uma das inventoras, Emanuella Santos Guimarães, de 19 anos, após pesquisa in loco com motociclistas e motoqueiros, observou que muitos acidentes de trânsito acontecem por problemas na sinalização. O grupo revela ainda expectativa de que o acessório torne-se de uso obrigatório de acordo com as leis de trânsito brasileiras.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660751662

Roupeiro que facilita a rotina doméstica dos cadeirantes concorre na categoria Responsabilidade Socia

Dois armários também chamaram a atenção do público e dos avaliadores. Um foi pensando especialmente para facilitar a rotina doméstica dos cadeirantes e o outro promete secar e deixar as roupas prontas para uso.

O primeiro concorre na categoria de Responsabilidade Social e foi desenvolvido por duas alunas do curso de Madeira e Mobiliário, da Aprendizagem Industrial.

Thayná Florentino e Maria Clara Marotti, ambas de 16 anos, planejaram e construíram um roupeiro que visa à inclusão social de pessoas com deficiência, mas que também pode ser aproveitado por portadores de nanismo e pessoas de baixa estatura. “Os cadeirantes e os baixinhos têm que fazer um verdadeiro malabarismo para alcançar compartimentos mais altos”, defenderam.

Um motor semelhante aos usados em automóveis para comandar o sobe e desce dos vidros das portas é a chave principal do projeto que eleva e abaixa, com segurança, prateleiras localizadas no alto. Ao toque de um botão, o compartimento móvel desce na altura da cintura dos cadeirantes. Com a customização realizada por meio da automação, a dupla espera alcançar uma medalha na competição acadêmica e, também, levar seu produto para o mercado moveleiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660751662

Armário que seca e deixa a roupa pronta para o uso em uma hora concorre na categoria Equipamentos

O segundo armário foi pensado após um morador de uma quitinete reclamar da falta de espaço para secar as roupas. O prático móvel feito de MDF e revestido de PVC seca até três quilos de roupas em apenas uma hora de funcionamento, gastando cerca de 1kw/h. E o melhor: as roupas já saem prontas para o uso.

De acordo com as pesquisas mercadológicas, o armário poderia ser vendido por cerca de R$ 2.000, já com uma margem de lucro de 30%. Este projeto concorre na categoria Equipamentos e já está ganhando a preferência do público.

Premiação

Os projetos serão avaliados por especialistas das oito categorias inscritas – cinco de alunos e três de docentes –, e os três melhores trabalhos de cada uma receberão medalha e certificado de participação. Design e segurança serão consideradas categorias transversais, abrangendo todas as categorias e áreas tecnológicas.

Embasado nos critérios de criatividade, originalidade e inovação, método científico, desenvolvimento do trabalho, demonstração, montagem final e resultados, o julgamento será realizado por comissão composta por representantes do meio acadêmico, instituições tecnológicas e empresas.

Os visitantes também poderão eleger o trabalho mais criativo. A votação será feita por meio de duas urnas eletrônicas instaladas nas extremidades da exposição. A premiação acontecerá na quinta-feira (10), às 15h, no Auditório Elis Regina.

Serviço
Inova Senai – 2011
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209, Capital
Visitação: de 7 a 9 de novembro de 2011, das 9h às 17h
Entrada franca

Leia mais:

Acesse a página do Senai-SP no Facebook

Acompanhe as novidades do Inova no Twitter do Senai-SP