imagem google

Programa ‘Meu Novo Mundo’ da Fiesp ganha 100 adesões em escolas da rede Cieja

Entidade, juntamente com técnicos do Sesi-SP e Senai-SP, leva informação a três comunidades sobre programa de inclusão social de pessoas com deficiência.

Agência Indusnet Fiesp

Nos dias 3, 4 e 5 de dezembro, a equipe do Departamento de Ação Regional (Depar) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), juntamente com técnicos do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), apresentaram o programa “Meu Novo Mundo” em três Centros Integrados de Educação de Jovens e Adultos (Cieja) da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1634602786

Sylvio de Barros, do Depar da Fiesp, apresenta programa "Meu Novo Mundo" em escolas municipais. Foto: Divulgação/Depar

A programação teve início no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (03/12), no Cieja de Campo Limpo, e continuou na quinta-feira (04/12), no Cieja do Jardim Maracanã, e na sexta-feira (05/12), no Cieja do Butantã. O programa foi muito bem recebido em todas as comunidades, com salas lotadas em todas as localidades. Aproximadamente 100 pessoas foram entrevistadas pelas equipes do Sesi-SP e do Senai-SP.

Durante o encontro no Cieja de Campo Limpo,  o diretor titular do Departamento de Ação Regional (Depar) da Fiesp, Sylvio de Barros Filho, fez uma breve apresentação do programa “Meu Novo Mundo”, reforçando que a iniciativa proporciona uma oportunidade de capacitação, profissionalização e inserção no mercado de trabalho.

O evento contou com participação da secretária da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Prefeitura, a médica Marianne Pinotti, que ressaltou a importância dessa iniciativa.

O “Meu Novo Mundo” é um programa da Fiesp, em parceria com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em São Paulo (SRTE-SP), que propõe a capacitação de pessoas com deficiência para a efetiva inclusão no mercado de trabalho, sendo mais uma alternativa para as empresas cumprirem a Lei de Cotas.

Como funciona o programa

Nos encontros nos Ciejas, Mario Quaranta, supervisor de Qualidade de Vida da Divisão de Esportes e Qualidade de Vida do Sesi-SP, explicou o funcionamento do programa “Meu Novo Mundo”.  Ssegundo ele, o objetivo da iniciativa, é oferecer vagas de aprendiz para pessoas com deficiência na indústria, permitindo o acesso à profissionalização por intermédio do Senai-SP e, com apoio do Sesi-SP, trabalhar a autoestima e as habilidades intelectuais e corporais.

As empresas, instituições e órgãos públicos podem se cadastrar no programa e oferecer oportunidade de emprego para quem precisa. Desta forma, promovem o desenvolvimento socioeconômico e cumprem a Lei de Cotas.

Os técnicos do Sesi-SP e do Senai-SP explicaram às pessoas com deficiência e seus familiares todos os detalhes do programa. A mobilização envolveu os especialistas da escola do Senai-SP de Itu (especializada em treinamento de pessoas com deficiência e em adaptação de equipamentos e máquinas para esse público) e contou com tradução simultânea em linguagem de libras.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1634602786

Ezequiel Marcelo da Costa, atleta do Sesi-SP, incentivou a todos com sua história de vida. Foto: Divulgação

O atleta do Sesi-SP Ezequiel Marcelo da Costa, baseado na pedagogia do exemplo, contou sua história de superação. Após um acidente de trabalho eçe teve o braço direito amputado. Hoje, o atleta coleciona conquistas como a medalha de ouro no Circuito Paraolímpico de Atletismo nos 5.000m (Classe T46 – amputado de braço).

Em 2015 o programa iniciará as primeiras turmas e continuará a divulgação para empresas para gerar mais oportunidades para as pessoas com deficiência.