imagem google

Programa Ibermedia anuncia o resultado da sua primeira convocatória

Quatro projetos brasileiros foram selecionados. Anúncio foi feito em reunião do Comitê no México

Agência Indusnet Fiesp (com informações de ANCINE)

Após reunião do Comitê Intergovernamental, realizada na Cidade do México, na última semana, o Programa Ibermedia anunciou o resultado da sua primeira convocatória deste ano. Quatro projetos brasileiros foram contemplados. São eles:

Categoria Formação:

  • ‘LAB SP’, projeto da Associação do Audiovisual: laboratório de uma semana para desenvolvimento de projetos latino-americanos focado na produção, roteiro e treinamento para pitching.
  • ‘Ponto de Encontro’, projeto da Televisão América Latina (TAL): Workshop de 1 semana de duração voltado para a formação de programadores e diretores de canais de televisões públicas de países Iberoamericanos, visando às coproduções internacionais, aquisição de produtos, programação e crossmedia.

Categoria Desenvolvimento :

  • ‘Pode Copiar’, documentário da Urca Filmes que faz um paralelo entre a indústria cinematográfica da Nigéria, apelidada de Nollywood, e o Tecnobrega, ritmo que arrasta multidões em Belém do Pará. Ambos cortaram o distribuidor da cadeia produtiva criando um modelo de negócios onde a pirataria se torna irrelevante.

Categoria Coprodução:

  • ‘Sala de Espera’, longa de ficção da Taiga Filmes, coproduzido com o Chile. Dirigido por Lúcia Murat.

O Fundo Ibero-americano de apoio Ibermedia é um programa de estímulo à promoção e à distribuição de filmes Ibero-americanos e faz parte da política audiovisual da Conferência de Autoridades Cinematográficas Iberoamericanas (CACI). Atualmente, é ratificado por 18 países membros que financiam o programa através de cotas anuais pagas à CACI, obedecendo a diferentes percentuais do orçamento anual da SECI (Secretaria Executiva da Cinematografia Ibero-americana): Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, Espanha, Guatemala, México, Panamá, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.