imagem google

Produtos ilegais movimentam mais de R$700 bi por ano, afirma diretor da Fiesp

Ricardo Coelho falou sobre prejuízos do país com o contrabando à publicação especial da Folha de S. Paulo

Agência Indusnet Fiesp,

Os elevados impostos pagos pelo fabricante brasileiro encarecem o produto nacional e promovem um ambiente de competição desleal também com mercadorias contrabandeadas, avaliou o diretor do Departamento de Segurança da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Ricardo Coelho. Segundo ele, essa economia ilegal movimenta R$782 bilhões por ano.

“Esse montante só é inferior ao PIB do México, Brasil e Argentina”, afirmou Coelho em entrevista concedida à Folha de S. Paulo desta terça-feira (3/3).

O diretor reiterou ainda que “o alto custo de produção favorece o mercado ilegal”.

Clique aqui e leia matéria completa.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1603501439

Ricardo Coelho, diretor do Departamento de Segurança da Fiesp .Foto: Everton Amaro/Fiesp