imagem google

Prêmio Nobel de Física, Konstantin Novoselov, integra Fórum de Nanotecnologia

O físico tratou dos usos do grafeno no setor de energia, eletroeletrônica e eletrônica ótica, mas há expectativa de destaque na saúde e biotecnologia

Agência Indusnet Fiesp

O físico Konstantin Novoselov participou, em 3/9, de reunião do Comsaude e conversou com acadêmicos, empresários e entidades de pesquisa e inovação. O objetivo foi dar a conhecer as oportunidades de uso e de negócios com o grafeno na indústria, um material composto de átomos de carbono, muito resistente, leve, flexível, transparente e excelente condutor de calor e eletricidade.

Konstantin Novoselov é um físico russo-britânico, conhecido por seus trabalhos na descoberta do grafeno, em conjunto com Andre Geim. Membro de grupos de pesquisa em Física da Universidade de Manchester e da Royal Society, recebeu o Nobel de Física, em 2010, junto com Geim.

Para o físico, “o grafeno é muito especial por ser extremamente simples, fácil de trabalhar e reunir vários superlativos: é o mais condutor, o mais forte e o mais permeável. Ele já começou a ser usado em composições do setor de energia e está sendo introduzido na eletroeletrônica e na eletrônica ótica. A expectativa é que ele ganhe mais destaque e influência também na saúde e biotecnologia”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1573656467

Novoselov conversou com acadêmicos, empresários e entidades de pesquisa e inovação sobre oportunidades de uso e de negócios com o grafeno na indústria. Foto: Karim Kahn/Fiesp

Novoselov completou a sua graduação no Moscow Institute of Physics and Technology e obteve seu doutoramento na University of Nijmegen, na Holanda, e depois seguiu para a Universidade de Manchester, na Inglaterra, com seu orientador Andre Geim.