imagem google

Plateia se emociona e aplaude de pé o musical ‘A Madrinha Embriagada’

Estreia para o público aconteceu neste sábado (17/08)

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Com lotação máxima, o musical “A Madrinha Embriagada” abriu oficialmente, neste sábado (17/08), a temporada de 11 meses no Teatro do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP). Foi a primeira das 325 apresentações que serão realizadas gratuitamente.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1569067495

'A Madrinha Embriagada': espetáculo tem exibições inteiramente gratuitas para o público em geral. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Durante o espetáculo, o público riu com as cenas da comédia, interagiu com o narrador, o Homem da Poltrona, personagem interpretado por Ivan Parente, e aplaudiu com entusiasmo todos os números musicais.

“Foi o melhor musical que eu vi em minha vida”, declarou o advogado Cicero Vieira, de 64 anos. “Montagem, atuação, figurino, cenário, um show de nível internacional. Estou extremamente feliz.”

O casal Mariana Rodrigo de Macedo e Renato Stucchi, ambos fãs de musicais, elogiou a iniciativa do Sesi-SP de promover um espetáculo gratuito. “Pela montagem e pela quantidade de atores e profissionais envolvidos, musicais são sempre caros. ‘A Madrinha Embriagada’ é divertida, tem uma produção de qualidade, e o melhor de tudo: é de graça.”

“O musical é espetacular! Gostei de tudo, é muito bem-feito. Com direção do Falabella, não podia ser diferente”, completou a nutricionista, que soube das apresentações de “A Madrinha Embriagada” por meio do Facebook do Sesi-SP. “Eu curti o perfil para ficar por dentro das novidades, porque depois que vi ‘Lampião e Lancelote’ não perco mais nada.”

Os atores Fábio Augusto Barreiro, de 33 anos, e Julia Duarte, de 28, também prestigiaram a estreia do musical. “O espetáculo é muito legal e explica um pouco do mundo dos musicais. Diversão do início ao fim”, comentou Barreiro.

“O espetáculo é incrível. Fala de um jeito lúdico da nossa vida real, das angústias, de estar sozinho, de buscar alguma coisa que te anime”, disse Julia, que também falou sobre o projeto de Teatro Musical do Sesi-SP. “Desejo só coisas boas, que o projeto floresça e frutifique para que a gente tenha lugar para estudar e se especializar.”


Convidados especiais

A crítica teatral Ilka Marinho Zanotto saiu encantada do teatro. “O espetáculo é fantástico! Gostei muito da participação do narrador, que vai nos contando a vida dele, e a gente passa a entender os motivos da depressão e da ansiedade do personagem. E o musical vem salvá-lo. É isso que comove e emociona.”

Acompanhada pelos netos, pela filha e pelo marido, Ilka disse que a opinião da família foi unânime. “Todos amaram!”, declarou a ex-presidente da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). “Se ainda pudesse, daria o prêmio do ano para ‘A Madrinha Embriagada’.”

Ator, palhaço e criador dos Doutores da Alegria, Wellington Nogueira também esteve na estreia deste sábado. “Adorei ‘A Madrinha Embriagada’! Que orgulho dá ver um espetáculo desse porte, produzido e adaptado para a nossa cultura, com as nossas histórias”, afirmou.

“Estou emocionado e feliz por ver a peça, porque me lembro do dia do lançamento do projeto de Teatro Musical do Sesi-SP, em maio. Sou da época das peças ‘O poeta da Vila e seus amores’ e ‘Chiquinha Gonzaga’, espetáculos que ficaram anos em cartaz, gratuitamente, sempre com filas para entrar. Eu saio daqui hoje na certeza que esse musical vai trazer tudo isso de volta, essa paixão do público pelo teatro, pela alegria, pela diversão.”