imagem google

Petróleo e Gás: Fiesp e Ciesp abrem programa de capacitação em inovação


Participantes falam sobre expectativa com participação no curso

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Começaram nesta sexta-feira (07/11) as atividades de mais uma turma do Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação na Cadeia de Petróleo e Gás (Nagi PG), fruto de uma parceria entre a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP) e Universidade de São Paulo (USP).

A primeira atividade do curso, que contou com a presença do professor doutor Moacir Miranda, coordenador de Projetos do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (PGT) da Universidade de São Paulo (USP), reuniu representantes de empresas que fornecem produtos e serviços para a Petrobras.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1553253904

Moacir Miranda, coordenador de Projetos do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (PGT) da Universidade de São Paulo (USP) durante o curso. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

O Nagi-PG busca capacitar e dar apoio ao incremento da inovação tecnológica nas empresas participantes, facilitando a aproximação de micro, pequenos e médios fornecedores às demandas da cadeia produtiva de Petróleo e Gás, com vistas ao aumento do conteúdo local.

Para um dos participantes do curso, o engenheiro Leonardo Brandi, supervisor de engenharia da Asco Numatics, é bem prática a abordagem da capacitação realizada na Fiesp. “É um curso bastante focado, direcionado”, analisa.

Segundo Brandi, o curso irá agregar conhecimento e experiência não somente à empresa, mas também para a Petrobras, empresa para a qual a Asca Numatics presta serviços. “A inovação já é uma tendência na empresa. E o curso vem somar informações para nos ajudar a ganhar ainda mais velocidade nas mudanças que são necessárias”, disse.

Visão parecida tem Claudia Bosqueiro, da área comercial da Maxiflow, empresa do setor de válvulas industriais. Ela elogiou a praticidade das exposições e dinâmicas apresentadas no Nagi PG.

Apesar de a Maxiflow ser relativamente nova no mercado, a inovação já é um tema importante, segundo Claudia. “A empresa está disponível para se adequar cada vez mais às necessidades do mercado e ao atendimento dos clientes”, afirmou.

Para o Paulo Claro Cunha Mello, diretor da Hidropig, que fornece tubulação para a Petrobras e outras empresas, o curso pode dar mais oportunidades de atuação em Petróleo e Gás. “Com a capacitação, esperamos que nós tenhamos mais e melhores chances de competir no mercado.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1553253904

Egidio Zardo Junior, analista do Departamento de Competitividade e Tecnologia da Fiesp, explica como é a metodologia do programa Nagi PG. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp