imagem google

Paulo Skaf anuncia R$ 17,5 milhões de investimentos no Sesi Barretos

Unidade terá teatro com capacidade para 380 pessoas, campo de futebol society e nova academia

Alex de Souza/Vinicius Lopes, Agência Indusnet Fiesp

Em 2018, por ocasião de sua inauguração, a nova escola do Sesi-SP em Barretos foi elevada à categoria de Centro de Atividades. Desde então começou a oferecer, além dos serviços educacionais, atividades de esporte, lazer, cultura, responsabilidade social e empresarial e qualidade de vida. Antes de encerrar seu mandato como presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf anunciou mais investimentos da indústria de São Paulo para o Centro de Atividades Sesi Maria Aparecida Junqueira Pamplona de Menezes.

Um campo society, um teatro com capacidade para 380 pessoas e palco reversível para a parte externa, de onde até 5.000 pessoas poderão participar de shows e outras apresentações culturais. Também foi anunciada uma nova academia, ao lado da piscina, área de apoio, vestiários, quiosques e churrasqueiras. “Tudo isso deverá estar pronto até dezembro de 2023 ou primeiro semestre de 2024”, afirmou Skaf na manhã do sábado (4/12), em Barretos.

“Esse investimento vai suprir uma carência que existe nesta região, com demanda forte na área cultural, e é motivo de orgulho, após 17 anos à frente do Sesi-SP, do Senai-SP, Fiesp, Ciesp e Instituto Roberto Simonsen (IRS), ter cumprido minha missão, ter construído mais de um milhão de metros quadrados, com novas escolas, campos, quadras piscinas e espaços culturais como o que haverá aqui nesta cidade”, disse Skaf.

O Sesi Barretos possui duas quadras poliesportivas cobertas com vestiários, uma piscina semiolímpica e espaço fitness com aulas coletivas da academia. A escola conta com um prédio duplo curvo, 19 salas de aulas, uma sala de treinamento para docentes, dois laboratórios de informática, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia e um laboratório de física e Espaço Maker, além de uma biblioteca com acervo atualizado.

A unidade oferece Ensino Fundamental em tempo integral do 1º ao 5º ano, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos de manhã e tarde na escola, realizando vivências de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de lanche da manhã, almoço e lanche da tarde. A escola também atende alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e o Ensino Médio.

A solenidade contou com uma homenagem ao filho do presidente, Antoine Skaf Neto, que passa a ser patrono do Centro Esportivo do Sesi Barretos. “Ele trouxe a ideia de implantar o esporte de rendimento no Sesi-SP, começando pelo polo aquático. Alguém que sempre mostrou muito carinho pela entidade”, explicou Paulo Skaf, emocionado. O superintendente do Sesi-SP, Alexandre Pflug, acrescentou dizendo que se não fosse pelo Neto, o polo aquático do Sesi-SP não existiria como é hoje. “Para montar uma equipe precisamos de um capitão, e o Neto sempre foi um atleta exemplar, correto, que sabe cobrar e dividir as conquistas com seus companheiros, portanto, sua nomeação como patrono do Centro Esportivo é merecida a esse homem incrível em todos os cenários”, afirmou.

Além da homenagem a Skaf Neto e o anúncio dos novos investimentos, houve a assinatura do convênio de formação esportiva do programa Sesi Atleta do Futuro com o município de Barretos, que beneficiará 500 crianças e jovens de 6 a 17 anos com a prática de polo aquático, natação, futebol, futsal, vôlei, basquete, handebol e judô.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1642566936

Centro Esportivo do Sesi Barretos ganhou como patrono Antoine Skaf Neto. Fotos: Everton Amaro/Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1642566936

Paulo Skaf formalizou convênio do programa Sesi Atleta do Futuro com o município de Barretos, que beneficiará 500 crianças e jovens

Imagem relacionada a matéria - Id: 1642566936

O homenageado, Skaf Neto, se emociona ao ser anunciado patrono do Centro Esportivo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1642566936

Segundo o superintendente do Sesi-SP, Alexandre Pflug, se não fosse pelo Neto, o polo aquático do Sesi-SP não existiria como é hoje