imagem google

Os Inquilinos – os incomodados que se mudem foi o grande vencedor do VII Prêmio Fiesp/Sesi

Longa-metragem conquistou as categorias de melhor filme, melhor diretor (Sérgio Bianchi) e melhor ator (Marat Descartes)

Evelyne Lorenzetti e Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660757242

Apresentação da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo durante o VII Prêmio Fiesp/Sesi-SP do Cinema Paulista



Na noite desta quarta-feira (30), os indicados Cassio Gabus Mendes, Sérgio Bianchi, Marat Descartes, Laís Bodanzky, Cássio Amarante Esmir Filho e Ismael Canappele compareceram ao Teatro do Sesi São Paulo para a entrega do VII Prêmio Fiesp/Sesi-SP do Cinema Paulista. Também prestigiaram o evento diretores, atores e produtores, como Toni Venturi, Débora Duboc e Sara Silveira.

Na abertura da cerimônia, comandada pelas atrizes Agnes Zuliani e Claudia Missura, a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo tocou trilhas sonoras de clássicos do cinema, como os temas dos filmes Pantera Cor de Rosa e Star Wars.

“Este prêmio foi a maneira que nós encontramos de homenagear e estimular a indústria cinematográfica paulista”, afirmou Fernando Greiber, diretor-titular do Comitê de Ação Cultural da Fiesp e membro do Conselho Regional do Sesi-SP.

O grande vencedor da noite foi Os Inquilinos – Os Incomodados que se Mudem, que recebeu as principais premiações: melhor filme, melhor diretor (Sérgio Bianchi) e melhor ator (Marat Descartes).

Sérgio Bianchi, diretor do vitorioso longa-metragem, fez um apelo: “Todo mundo fala da indústria do cinema brasileiro, mas cerca de 90% dos filmes exibidos nas grandes salas são norte-americanos. Temos produções muito boas, e espero que os administradores da cultura tentem mudar esse panorama”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1660757242

Da esq. p/ dir.: Os vencedores Sérgio Bianchi (melhor diretor), Cássio Gabus Mendes (melhor ator coadjuvante) e o homenageado Carlos Reichenbach



Reflexões de um Liquidificador destacou-se ao conquistar dois prêmios, nas categorias de melhor atriz (Ana Lúcia Torres) e melhor montagem (Letícia Giffoni).

Leandra Leal e Cássio Gabus Mendes obtiveram premiações nas categorias de melhor atriz coadjuvante e melhor ator coadjuvante por Insolação e Cabeça a Prêmio, respectivamente.

“É com muito orgulho que recebo esse prêmio, o primeiro por um trabalho no cinema. Agradeço muito à Fiesp e ao Sesi, pela iniciativa e seriedade de valorizar as produções nacionais”, afirmou Gabus Mendes.

Homenagem

Com 15 longas-metragens no currículo, o cineasta gaúcho Carlos Reichenbach foi o homenageado nesta edição. Emocionado, ele dedicou o prêmio ao fotógrafo Thomas Farkas, que faleceu no dia 25 de março. “Agradeço à organização do evento pela iniciativa de promover o cinema paulista”, declarou o cineasta.

Veja aqui a lista completa dos vencedores.