imagem google

Ometto: ‘Estamos perdendo competitividade e posição no mercado internacional’

Segundo vice-presidente da Fiesp diz que é preciso aumentar diálogo entre trabalhadores, empresários e governo

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

O Brasil vem passando por um processo de desindustrialização e o momento pede um grande diálogo entre todos os setores, para que o país tenha condições de crescer. A opinião é do segundo vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), João Guilherme Sabino Ometto, ao abrir um debate no segundo dia de programação do 11o Fórum de Economia da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

“Estamos perdendo competitividade industrial, perdendo posição no mercado internacional”, disse Ometto na manhã desta terça-feira (16/09).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1614399648

Ometto: Se a gente não conversar vai ser muito difícil de o país avançar”. Foto: Everton Amaro/Fiesp


“Uma coisa é estar em Brasília e outra coisa é a realidade no chão de fábrica que vemos na produção. Tem muita regulamentação de trabalho impossível de as empresas cumprirem”.

Segundo Ometto, quem quer produzir enfrenta o custo da burocracia, a falta de segurança jurídica e o que ele classificou como uma “parte fiscal pesada, complicada”.

“Há que ter ter uma compreensão, um diálogo muito grande entre todos os setores: trabalhadores, empresários e governo. Se a gente não conversar vai ser muito difícil de o país avançar”, concluiu Ometto.