imagem google

Objeto de aprendizagem para ensino de redes vence Prêmio Roberto Mange

Paulo Skaf anuncia que equipe vencedora ganhará viagem à Alemanha, onde será recebida pela Festo

Agência Indusnet Fiesp

Ao anunciar nesta segunda-feira (26 de novembro) diante da plateia que lotou o Teatro do Sesi-SP, na avenida Paulista, o trabalho vencedor do Prêmio Roberto Mange, Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP, ofereceu à equipe responsável pelo projeto uma viagem à Alemanha, combinada em conjunto com Luís Miguel Marques de Sá, gerente sênior de Projetos e Produtos da Festo Didactic SE, empresa alemã de automação e consultoria. Sá ressaltou a importância dos objetos de aprendizagem, tema do trabalho considerado o melhor.

Com o tema Desenvolvimento de Objeto de Aprendizagem para o Ensino de Redes, o objetivo do trabalho vencedor foi a criação de um objeto de aprendizagem, na forma de aplicativo para os sistemas operacionais Windows e Android para o ensino de redes de computadores, contemplando as características: ensino lúdico; recursos de imagens; recursos de vídeos; ser reutilizável; recursos de quizzes e; despertar a curiosidade.

O trabalho foi criado por equipe de alunos da área de mecatrônica da Faculdade Senai “Armando de A. Pereira” – São Caetano do Sul integrada por Bárbara Aparecida Moraes Lamazales – que fez a apresentação do trabalho -, Daniel Otávio Tambasco Bruno, Sérgio Tadeu Bernatavicius e Elisabeth Aparecida Jordão.

O troféu entregue a Bárbara foi projetado pelo próprio Senai-SP. Dizendo-se emocionada, Bárbara explicou que o desenvolvimento do projeto se estendeu por quase dois anos.

Ricardo Terra, diretor regional do Senai-SP, também participou da cerimônia de premiação, que encerrou o 1º Simpósio das Faculdades de Tecnologia Senai-SP – Informação e Conhecimento.

Skaf e Terra na entrega do Prêmio Roberto Mange. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf e Terra na entrega do Prêmio Roberto Mange. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Faculdades Senai-SP

Em 2018 a Faculdade Senai-SP teve 1.650 matrículas em 12 cursos superiores de tecnologia e 1.858 na pós (41 títulos de cursos superiores).

São 16 unidades, em 12 áreas tecnológicas:

Faculdade Senai “Roberto Simonsen” – Brás (Área: Manutenção Industrial)

Faculdade Senai “Horácio Augusto da Silveira” – Barra Funda (Área: Alimentos)

Faculdade Senai “Mariano Ferraz” – Vila Leopoldina (Área: Automação Industrial)

Faculdade Senai “Antoine Skaf” – Brás (Área: Produção de Vestuário)

Faculdade Senai “Anchieta” – Vila Mariana (Área: Eletrônica Industrial)

Faculdade Senai “Conde José Vicente Azevedo” – Ipiranga (Área: Automobilística)

Faculdade Senai “Theobaldo De Nigris” – Mooca (Área: Produção Gráfica)

Faculdade Senai “Paulo Ernesto Tolle” – Santo Amaro (Área: Mecânica de Precisão)

Faculdade Senai “Mario Amato” – São Bernardo do Campo (Área: Polímeros)

Faculdade Senai “Nadir Dias de Figueiredo” – Osasco (Área: Metalurgia)

Faculdade Senai “Armando de A. Pereira” – São Caetano do Sul (Área: Mecatrônica)

Faculdade Senai “Antonio Souza Noschese” – Santos (Área: Automação Industrial)

Faculdade Senai “Félix Guisard” – Taubaté (Área: Fabricação Mecânica)

Faculdade Senai “Gaspar Ricardo Júnior” – Sorocaba (Área: Fabricação Mecânica)

Faculdade Senai “Roberto Mange” – Campinas (Áreas: Fabricação Mecânica e Automação Industrial)

Faculdade Senai “Antonio Adolpho Lobbe” – São Carlos (Área: Mecatrônica)