imagem google

No mês de aniversário de São Paulo, principais monumentos da metrópole são retratados em mostra na Fiesp

Exposição Fundição Artística no Brasil destaca 15 monumentos de bronze espalhados pela cidade

Dulce Moraes, Agência Indusnet

Verdadeiras obras de arte a ceu aberto, os monumentos e esculturas de bronze espalhadas pela cidade são testemunhas silenciosas da transformação da cidade e do País. Há décadas (ou séculos) elas estão ali, mesmo que não saibamos a sua história, o seu significado e, principalmente, como e por quem foram produzidas.

Como um presente à cidade de São Paulo, que comemora os seus 459 anos no próximo dia 25, a exposição Fundição Artística no Brasil, em cartaz no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso até o dia 10 de fevereiro, propõe uma visita pela história de quinze esculturas em bronze presentes no dia a dia do paulistano. São obras que diversos artistas que, em diferentes momentos, retrataram para a posteridade grandes momentos e personagens da história.

O escultor Israel Kislansly (autor da obra Vanackeriana II, que está na mostra) destaca a necessidade de mirar os olhos para essas obras tão presentes na vida urbana. “Sem perceber e amá-las, não poderíamos avaliar a importância da tecnologia que foi capaz de preservar, durante a décadas, séculos e milênios, essa arte tão misteriosa e primordial que é a escultura”.

Além de apresentar a intrigante tecnologia por trás da produção das esculturas, a mostra Fundição Artística no Brasil convida o público a buscar e reconhecer as obras originais pelas ruas da cidade. No catálogo da exposição há um verdadeiro roteiro turístico com a sinalização de onde estão cada um desses monumentos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1569142293

Para ver o PDF do mapa ampliado, clique aqui.


Veja a localização dos Monumentos:


Índio e Tamanduá
Localização: Praça Marechal Deodoro
Escultor:  Ricardo Cipicchia
Período: 1949-1950

Monumento a Luis Pereira Barreto
Localização: Praça Marechal Deodoro, no centro
Escultor: Galileo Emendabili
Período: 1925-1929

Depois do banho
Localização: Largo do Arouche
Escultor: Victor Brecheret
Período: 1940

Monumento a Duque de Caxias
Localização: Praça Princesa Isabel
Escultor: Victor Brecheret
Período: 1941 a 1960

Monumento a Giussepi Verdi
Localização: Conservatório Dramático e Musical de São Paulo (próximo ao Vale do Anhangabau)
Escultor: Amadeo Zani
Período: 1915-1916

Monumento à Mãe Preta
Localização:  Largo do Paissandu
Escultor: Julio Guerra
Período: 1953-1954

Contando a féria
Localização:  Praça João Mendes
Escultor: Ricardo Cipicchia
Período:  1949-1950

Busto do Dr. João Mendes
Localização:  Praça João Mendes
Escultor: Willian Zadig
Período: 1912-1913

O Beijo (Monumento à Olavo Bilac)
Localização:  Largo São Francisco
Escultor: Willian Zadig
Período: 1920

Monumento à Alfredo Maia
Localização:  Praça Julio Prestes
Escultor:  Amadeo Zani
Período: 1920

Monumento à Independência do Brasil
Localização:  Parque da Independência
Escultor: Ettore Ximenes
Período: 1919-1922

Gloria Imortal aos Fundadores de São Paulo
Localização:  Pátio do Colégio
Escultor: Amadeo Zani
Período: 1913-1925

Índio Pescador
Localização:  Praça Oswaldo Cruz
Escultor: Francisco Leopoldo e Silva
Período: 1920-1926

A Pega do Porco
Localização:  Parque do Ibirapuera
Escultor: Ricardo Cipicchia
Período: 1949-1950

Laocoonte e seus filhos
(cópia do original em mármore do século I aC)
Localização:  Parque do Ibirapuera
Escultores: Liceu de Artes e Ofícios
Período: 1938-1945

Museu a Ramos de Azevedo (alegoria A Engenharia)
Localização: Cidade Universitária – USP
Escultor: Galileo Emendabili
Período: 1929-1933