imagem google

Não adianta aprovar uma reforma que não tenha o impacto fiscal necessário, diz Skaf

Paulo Skaf discutiu necessidade da reforma da Previdência com bancada de deputados federais e estaduais do PR eleitos pelo Estado, em almoço na Fiesp

Cristina Carvalho, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, recebeu em almoço, na Fiesp, nesta sexta-feira (29/3), deputados estaduais e federais do Partido da República (PR) eleitos pelo Estado de São Paulo. O principal tema discutido foi a necessidade da urgência da reforma da Previdência para equilibrar as contas do governo que têm apresentado ano após anos déficit de R$ 250 bilhões.

“Se nada for feito, em 15 anos 100% do orçamento do governo federal irá para a Previdência e faltará recursos para saúde, segurança”, disse Skaf. “Não adianta aprovar uma reforma que não tenha impacto fiscal necessário. É preciso que se reduza o déficit da Previdência para que haja a retomada do crescimento do país, geração de emprego, de riquezas. A reforma da Previdência é prioritária, com a Reforma Tributária logo em seguida. É para isso que estamos trabalhando”, afirmou o presidente da Fiesp.

Presente no almoço, o deputado federal Capitão Augusto afirmou que o encontro com Skaf trouxe informações muito ricas. “Ele nos trouxe a visão dos empresários. É uma ótima oportunidade para a troca de informações valiosas que nos ajuda a fazer com que as reformas no país sejam aprovadas e, em especial, a da Previdência”, explicou.  

Imagem relacionada a matéria - Id: 1603498867

Presidente da Fiesp, Paulo Skaf, com parlamentares do PR. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp