imagem google

Ministério Público Federal apura veto da prefeitura à exibição da bandeira do Brasil no prédio da Fiesp

Censura à bandeira na Galeria de Arte Digital Sesi-SP foi decidida no dia 9 de julho

O Ministério Público Federal decidiu apurar se houve eventual ilícito de improbidade administrativa, com a violação de princípios da administração pública, pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad e pelo presidente da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU), Fábio Mariz Gonçalves, devido à proibição de projetar a bandeira nacional no painel digital instalado na fachada do prédio da Fiesp (a Galeria de Arte Digital Sesi-SP). A Procuradoria da República em São Paulo solicitou explicações aos dois gestores.

A censura à bandeira foi decidida no dia 9 de julho.

Clique aqui para ler a íntegra da notícia no site do Ministério Público Federal.

Clique aqui para ler a nota da Fiesp contra a censura à bandeira.