imagem google

“Grande acordo do Brasil deve ser com ele mesmo”, afirma Marcos Troyjo

Economista, cientista político e professor participou da última reunião do Coscex do ano na sede da federação em São Paulo

Agência Indusnet Fiesp

Para debater os reflexos dos recentes choques de globalizações, o Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da Fiesp recebeu na manhã desta sexta-feira (23/11) o economista, cientista político, professor e diretor do BRICLab da Universidade Columbia, em Nova York, Marcos Troyjo.

Durante a última reunião do conselho neste ano, Troyjo afirmou que os acordos comerciais do futuro serão em torno de padrões. “O grande acordo do Brasil deve ser com ele mesmo. A lição de casa sobre regras de propriedade intelectual, a maneira pela qual você administra sua legislação trabalhista e temas ambientais estarão no foco, não tarifas e temas como abertura comercial”, explicou.

A apresentação foi mediada pelo presidente do Coscex, embaixador Rubens Barbosa, pelo diretor titular do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Thomaz Zanotto, e pelo presidente do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Fiesp, Jacyr Costa Filho. 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544450204

Costa, Barbosa e Troyjo Foto: Helcio Nagamine/Fiesp