imagem google

Governo anuncia 133 bilhões em investimentos nas malhas ferroviária e rodoviária do país

Aporte total será aplicado ao longo de 30 anos e R$ 79,5 bi, já nos cinco primeiros anos, informou o ministro dos Transportes

Agência Indusnet Fiesp, com informações do Portal Brasil e do Blog do Planalto

O governo anunciou nesta quarta-feira (15/08) que irá investir R$ 133 bilhões na modernização e construção das malhas rodoviária e ferroviária de todo o país. De acordo com a presidente Dilma Roussef, o programa de concessões visa reduzir o custo do transporte e tornar a economia mais competitiva. Dilma afirmou também que o Programa de Investimentos em Logística, que se iniciou com concessões de rodovias e ferrovias, futuramente vai abranger portos, aeroportos e hidrovias.

Segundo o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, o aporte será injetado na economia ao longo de 30 anos. Passos detalhou que, do total, R$ 91 bilhões serão investidos em 10 mil quilômetros de ferrovias e R$ 42,5 bilhões, em 7,5 mil quilômetros de rodovias. Nove lotes nos principais eixos rodoviários do país serão duplicados.

Conforme o ministro, os investimentos em rodovias terão que ser executados nos primeiros cinco anos e o pedágio só poderá ser cobrado quando 10% das obras estiverem concluídas. A escolha dos concessionários será feita com base na menor tarifa de pedágio oferecida.

O programa do governo prevê, ainda, a criação da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que terá como função estudar a logística, antecipar investimentos, estruturar projetos e atrair a iniciativa privada para trabalhar juntamente com o governo.

Segundo o ministro, o programa de concessões visa restaurar a capacidade de planejamento e integrar os sistemas de transporte rodoviário e ferroviário para que se articulem com as cadeias produtivas do país.