imagem google

Bachiana Sesi-SP abre temporada 2011 do projeto Sesi Música

Convidados lotaram o Teatro do Sesi São Paulo para a apresentação que teve participação especial do pianista Marcelo Bratke

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

O projeto Sesi Música 2011 (série erudita/instrumental) inaugurou nesta quarta-feira (06/07) sua temporada com um concerto especial comemorativo da orquestra Bachiana Sesi-SP, regida pelo maestro João Carlos Martins.

Concerto Especial comemorativo da temporada Sesi de Musica 2011. Foto: Julia Moraes

O maestro João Carlos Martins rege a Filarmônica Bachiana Sesi-SP


No programa, clássicos dos compositores eruditos Johann Sebastian Bach, Ludwig van Beethoven e Astor Piazzolla foram muito aplaudidos pelos convidados que lotaram o Teatro do Sesi São Paulo e tiveram a oportunidade de ver a participação do pianista Marcelo Bratke, um dos grandes intérpretes de Villa-Lobos.

Programação erudita

O pianista Marcelo Bratke e o maestro João Carlos Martins. Foto: Julia Moraes

O pianista Marcelo Bratke e o maestro João Carlos Martins

Na abertura da sexta temporada do Sesi Música, Fernando Greiber, diretor-titular do Comitê de Ação Cultural da Fiesp e membro do Conselho Regional do Sesi-SP, informou que a entidade promoverá cerca de 230 concertos nos próximos oito meses. As apresentações serão realizadas nos 19 teatros do Sesi-SP, situados nas maiores cidades do estado.

“Estamos criando não somente plateias para a música erudita, mas um mercado de trabalho para nossos músicos se desenvolverem profissionalmente”, explicou Greiber.

Walter Vicioni, superintendente operacional do Sesi-SP destacou a importância do projeto, que não seria possível sem o apoio do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, presente ao evento. “Nesta gestão [Skaf] nunca ficamos a meio caminho dos nossos objetivos”, declarou Vicioni.

Entre os convidados estava Thobias da Vai-Vai , ex-presidente da Escola de Samba Vai-Vai. A agremiação conquistou o título de campeã do Carnaval deste ano com o enredo A Música Venceu, ao narrar a história de superação e vida de João Carlos Martins, que perdeu parte dos movimentos das mãos, mas não abandonou a música ao se tornar maestro.

Sob regência de Sergei Eleazar de Carvalho e com Martins ao piano, Jean William interpreta obras de Gaetano Donizetti e Adoniran Barbosa. Foto: Junior Ruiz

Sob regência de Sergei Eleazar de Carvalho e com Martins ao piano, Jean William interpreta obras de Gaetano Donizetti e Adoniran Barbosa

Quase no término da exibição, Martins sentou-se ao piano e tocou Libertango, de Astor Piazzolla. Em seguida, o jovem tenor Jean William fechou a noite ao interpretar a ópera de Gaetano Donizetti, O Elixir do Amor, e a orquestrada Trem das Onze, de Adoniran Barbosa, sob regência de Sergei Eleazar de Carvalho.

João Carlos Martins afirmou que no dia 25 de setembro, a Filarmônica Bachiana Sesi-SP estará pela quinta vez em Nova Iorque, para abrir a temporada no Lincoln Center.

Formação musical

Idealizada por João Carlos Martins e patrocinada pelo Sesi-SP, a Bachiana Sesi-SP prevê a inclusão social de jovens carentes através da formação musical. A orquestra é formada por trinta jovens que antes participavam de diferentes projetos sociais e vinte músicos profissionais.

Além da orquestra, o maestro também é idealizador da Fundação Bachiana Filarmônica, que dá aulas de iniciação à música para 1.165 crianças e jovens carentes.

Assista ao vídeo do evento