imagem google

Fiesp e o Exército lançam duas cartilhas para Melhores Práticas em Vistoria e Comércio Exterior do SFPC/2 

A importância de disseminar o fluxo de fiscalização de produtos controlados para a indústria é promover a segurança

Milena Nogueira, Agência Indusnet Fiesp

Em evento on-line que reuniu militares, nesta terça-feira (24/11), com o general de divisão Adalmir Domingos, coordenador-executivo de conselhos da Fiesp, e o diretor-titular do Departamento de Defesa e Segurança (Deseg) e presidente do Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (Simde), Carlos Erane de Aguiar, tratou-se de iniciativa do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 2ª RM do Exército.

Houve o lançamento de duas cartilhas orientativas ao usuário nas áreas de vistoria e comércio exterior.  Tais cadernos resumem as melhores práticas nessas duas atividades de forma a otimizar os processos que envolvam vistorias de cargas e/ou instalações e operações de desembaraço aduaneiro por parte do Exército.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1618843023

Representantes do Exército trataram do controle e armazenamento de produtos controlados a fim de assegurar que não sejam manuseados de forma equivocada. Fotos: Karim Kahn/Fiesp

De acordo com Domingos, o produto controlado é extremamente sensível porque está na origem de uma série de atividades que a indústria, o comércio e o lazer são dependentes. “Um exemplo é a construção civil, que é dependente da brita, na qual só é produzida com uso de explosivos e produtos químicos. Assim como acontece no agronegócio com os fertilizantes, também na indústria química”, explicou.

Ele esclareceu que não ter controle de recebimento e transporte e armazenamento desses produtos pode levar perigo ao usuário. Por isso, o Exército entra no controle desses produtos para assegurar que não sejam manuseados de forma equivocada com risco e danos a terceiros.

Na ocasião, os representantes do Exército apresentaram como se dá o controle e desembaraço da importação e exportação desse produtos. Estavam presentes o Gen. Div. Chalella, comandante da 2ª Região Militar, o Cel. Schiavon, chefe do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC/2), o 1º Ten. Faltz, analista da Carteira de Vistorias do SFPC/2, e o 2º Ten. Matos, analista da Carteira de Comércio Exterior do SFPC/2.