imagem google

Fiesp e Firjan apresentam contribuição para debates da Rio+20

Documento divulgado nesta terça-feira (12/06), no Rio, reafirma compromisso da indústria com o desenvolvimento sustentável

Agência Indusnet Fiesp

Representando 75% do PIB industrial do Brasil, as Federações das Indústrias do Estado de São Paulo e do Rio de Janeiro (Fiesp e Firjan) divulgaram nesta terça-feira (12/06), no Rio, o documento “A desigualdade é insustentável”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1561401448
Os presidentes Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira (Firjan) e Paulo Skaf (Fiesp), durante assinatura do documento que será enviado à delegação brasileira na Rio+20

Assinado pelos presidentes Paulo Skaf (Fiesp) e Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira (Firjan), o documento será enviado oficialmente à delegação brasileira na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) – a agenda oficial começa nesta quarta-feira (13/06).

“Estamos encaminhando este documento ao governo federal para servir como subsídio para a negociação oficial da Rio+20, além de promover o Humanidade 2012, espaço que servirá para mostrar as iniciativas empresariais no caminho do desenvolvimento sustentável”, explicou Skaf em coletiva de imprensa no Forte de Copacabana, onde as entidades realizam o evento em parceria com a Fundação Roberto Marinho.

No texto “A desigualdade é insustentável”, Fiesp e Firjan afirmam que o futuro da humanidade no planeta depende de decisões tomadas agora e destacam que são as pessoas o que o Brasil tem de melhor a oferecer ao mundo.

O documento enumera posições conjuntas das entidades empresariais sobre temas como A Diferença e a Desigualdade; Desenvolvimento e Igualdade de Oportunidades;  Mudança do Clima; Energia; Segurança Alimentar para Acabar com a Fome e com a Miséria; Florestas e Biodiversidade; Água; Resíduos Sólidos; Tecnologia, Inovação, Comércio, Trabalho e Educação.

Uma cópia do documento foi entregue na segunda-feira (11/06) ao vice-presidente da República, Michel Temer.