imagem google

Estreante em Pan-Americano, judoca Renan Torres fica com o ouro

Atleta do Sesi-SP subiu ao lugar mais alto do pódio com vitória sobre equatoriano na categoria até 60kg

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

A noite desta quinta-feira (8/8) foi emocionante para o judoca do Sesi-SP e da Seleção Brasileira. Presente em diversas competições nacionais e internacionais, Renan Torres pisou pela primeira vez no tatame de um Pan-Americano e fez bonito em sua estreia. Ao desbancar o equatoriano Lenin Preciado, dono do título na categoria até 60kg, o jovem atleta ficou com a medalha de ouro. A prata ficou com Preciado, já Almenares e Dias, de Cuba e Estados Unidos, respectivamente, foram bronze.

“Não caiu muito a ficha ainda. Estava um pouco nervoso por ser os Jogos. Mas minha cabeça estava bem focada, e eu tentei pensar como se fosse só mais uma competição na minha vida”, comentou Renan, que integrou pela primeira vez a categoria adulta e conquistou o primeiro ouro brasileiro do judô no Pan de Lima.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1575896248
AbelardoMendesJr/rededoesporte.gov

Com apenas 20 anos e um currículo invejável, Renan não teve vida fácil. O judoca iniciou sua participação contra o americano Adonis Diaz e vencia por um waza-ari quando viu o rival empatar a poucos segundos do fim. Mas o que poderia ter sido um momento de desestabilidade se tornou superação para Renan, que conseguiu encaixar um golpe e vencer o primeiro confronto da noite.

Em seguida, na semifinal, o atleta encontrou o cubano Roberto Almenares e mais uma vez, com sabedoria, soube guiar a luta. Ao imobilizar o rival, o judoca do Sesi-SP venceu e garantiu sua vaga na grande final contra Lenin Preciado, do Equador, campeão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015.

“Eu já tinha perdido para ele (Preciado) uma vez, mas entrei mais forte hoje. Estudei bastante ele, estava bem confiante. Foi uma luta dura e eu senti que ia jogar ele. É uma emoção diferente. É totalmente diferente para mim os Jogos Pan-Americanos. Fiz lutas duras. É muito legal isso”, comemorou Renan, número 90 do mundo e que na final venceu do equatoriano Lenin Preciado, 18º no ranking, no golden score.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1575896248
AbelardoMendesJr/rededoesporte.gov