imagem google

Escola Sesi de Birigui ganha o nome de Samir Nakad

Presidente da Fiesp e do Sesi-SP anunciou novos investimentos na unidade

Alex de Souza/Letícia Estella de Lima, Agência Indusnet Fiesp

Depois de visitar Presidente Prudente na terça-feira (23/11), o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, esteve em Birigui, onde denominou o centro educacional do Centro de Atividades Min. Dilson Funaro, que passa a se chamar Escola Sesi Samir Nakad. “Agradeço muito pela homenagem, ainda que não me sinta merecedor. E agradeço ao Paulo Skaf pelo investimento realizado ao longo do tempo aqui em nossa região”, disse Nakad. Durante a gestão de Paulo Skaf, de 2004 a 2021, Birigui recebeu mais de R$ 45 milhões na modernização do Centro de Atividades e na nova escola.

“Ninguém faz nada sozinho. E tudo o que conseguimos realizar se deve muito a você e todos que fazem parte do dia a dia da entidades que representam a indústria. Saio feliz, depois de 17 anos, sabendo que a missão foi cumprida. Foram centenas de escolas como esta aqui, templos sagrados do conhecimento que beneficiarão as novas gerações e que terão um exemplo a ser seguido”, enfatizou Skaf, dirigindo-se ao patrono.

A Escola Sesi Samir Nakad conta com estrutura moderna e ambientes pedagógicos aconchegantes. São 24 salas de aula onde os alunos têm à disposição laboratórios de Ciência (Química, Física e Biologia) e Informática Educacional. A unidade atende 1.024 alunos, sendo 768 do Ensino Fundamental e 256 do Ensino Médio. Por mês, são servidas aos alunos quase 40.000 refeições, entre lanche da manhã, almoço e lanche da tarde.

Outro local importante da unidade é o Fab Lab, espaço da rede Sesi-SP onde alunos e professores colocam seu potencial criativo à prova, utilizando equipamentos como impressoras 3D, cortadoras a laser, plotter de recorte, router CNC, microprocessadores, bancada de ferramentas para eletrônica e programação, incluindo a Robótica.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1638926694

A Escola Sesi Samir Nakad atende 1.024 alunos, sendo 768 do Ensino Fundamental e 256 do Ensino Médio. Foto: Everton Amaro/Fiesp