imagem google

Em instalação cinco vezes maior do que prédio anterior, unidade do Senai-SP é inaugurada em Paulínia

Investimento realizado na nova unidade de formação profissional é de R$ 46 milhões

Alex de Souza/Ana Stella Guisso, Agência Indusnet Fiesp

“Mais do que construir prédios, você construiu condições de entregar dignidade às pessoas”, disse o diretor regional do Senai-SP, Ricardo Terra, na tarde de terça-feira (26/10), ao presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, na solenidade de inauguração de mais uma nova escola da entidade, em Paulínia. O que o diretor não sabia, ao proferir suas palavras, era que em mais alguns minutos ele seria nomeado como patrono dessa unidade de formação profissional.

“Um patrono é aquele que tem uma história de vida e algo a ensinar, alguém que tenha dedicado sua vida e faça a diferença na vida das pessoas. Por isso, nomeio aqui nosso querido diretor para denominar esta unidade”, proclamou o presidente, na recém-inaugurada Escola Senai Ricardo Figueiredo Terra, que recebeu investimento de R$ 46 milhões. Desde 1995 no município, a escola do Senai-SP funcionava em espaço da prefeitura. Agora, o novo prédio, com mais de 10 mil m² de área construída, é cinco vezes maior do que a área anterior. Neste ano, a unidade matriculou 890 alunos em cursos de diversas áreas tecnológicas, tais como Automação, Manutenção Mecânica, Metalurgia, Eletroeletrônica, Química e Segurança do Trabalho.

Em nível Técnico são oferecidos os cursos de Química e Segurança do Trabalho, e em fase de implantação o curso Técnico de Automação Industrial. Na modalidade de Aprendizagem Industrial há cursos de Caldeireiro, Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica, Eletricista Industrial e Mecânico de Manutenção. Completam o catálogo diversos cursos de Formação Inicial e Continuada, em todas as áreas ofertadas.

O novo prédio tem laboratórios de Química Geral e Inorgânica, Química Orgânica, Preparação de Amostras, Cromatografia, Espectrometria, Incubação e Fermentação, Microbiologia e Operações Unitárias. Na área de Automação são seis ambientes: Instrumentação Básica e Avançada, Áreas Classificadas, CLP e Redes, Simulação de Processos e Laboratório de Projetos.

Completam a estrutura as oficinas de Caldeiraria, Soldagem (24 cabines com todos os processos), Instalações Elétricas, Comandos Elétricos e Manutenção Mecânica. Também há Laboratórios de Eletrônica Analógica e Digital, Hidráulica e Pneumática, Informática (três salas), Metrologia e Normas Regulamentadoras, além de 12 salas de aula convencionais.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1638415656

Em Paulínia, Prof. Ricardo Terra recebe homenagem. Fotos Ayrton Vignola/Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1638415656

Escola Senai Ricardo Figueiredo Terra, em Paulínia, tem área cinco vezes maior que prédio anterior

Imagem relacionada a matéria - Id: 1638415656

Unidade matriculou 890 alunos em cursos de diversas áreas tecnológicas, tais como Automação, Manutenção Mecânica, Metalurgia, Eletroeletrônica, Química e Segurança do Trabalho