imagem google

Na Folha de S.Paulo, Paulo Skaf declara que a pauta da indústria é a pauta do Brasil

O presidente da Fiesp, Ciesp e Sebrae-SP lamenta que as grandes conquistas do setor industrial sejam ameaçadas pela perda da competitividade

Agência Indusnet Fiesp

No jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira (22/12), o presidente da Federação e do Centro das Indústrias (Fiesp e Ciesp) e do Sebrae-SP, Paulo Skaf, aponta os grandes obstáculos que impedem o crescimento da indústria e, consequentemente, o desenvolvimento do País. “As grandes conquistas do setor industrial brasileiro estão hoje ameaçadas pela perda de competitividade, pela burocracia, pelo peso dos impostos e dos juros altos”, afirmou.

Skaf ressalta ainda a importância da indústria como grande gerador de empregos e renda e ressalta: “entre os grandes setores empregadores, é ainda a indústria quem paga os melhores salários, conforme aumenta o grau de escolaridade dos trabalhadores. Tudo isso sem mencionar a quantidade relevante de empregos indiretos criados e mantidos na economia”.

O presidente da Fiesp declara ainda que a ação do governo para “retirar as pedras do caminho para recuperar a competitividade do país” não é um favor. “É garantir a isonomia”.

E conclui: “Livre de suas amarras, o setor industrial pode ser motor do crescimento da economia na decolagem rumo a um país mais desenvolvido e mais justo para todos os brasileiros. A pauta da indústria é a pauta do Brasil.”

Para ler o artigo na íntegra acesse o site da Folha de S.Paulo ou clique aqui.