imagem google

É Sesi-SP: Etiene Medeiros conquista prata nos 50m costas do Mundial da Coreia do Sul

Brasileira volta à piscina nesta sexta-feira (26/7) para disputa dos 50m livres

Etiene Medeiros segue brilhando e fazendo história na natação feminina brasileira! Com o tempo de 27s44, a nadadora do Sesi-SP e da seleção, ela permanece entre as mulheres mais velozes dos 50m costas ao garantir a prata no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul. A brasileira ficou atrás apenas da norte-americana Olivia Smoliga, que chegou na frente com a marca de 27s33. O bronze foi para a russa Daria Vaskina com 27s51.

“Minha sensação é de imensa satisfação, de alegria. Estou realmente feliz com a prata, que é mais uma medalha em mundial. A prova dos 50 metros é uma loucura e sou muito grata por chegar até aqui e subir novamente ao pódio. E essa medalha não é só minha. É do Vanzella (meu treinador), do pessoal que está em casa. Dos nadadores que estão na água no Sesi-SP (seu clube). Eu não nado sozinha. Nado pelo Brasil”, afirmou Etiene após a prova, que agora se prepara para a disputa dos 50m livres.

Na primeira caída na água para a disputa dos 50m costas, ainda na fase eliminatória, Etiene Medeiros avançou para as semifinais com o segundo tempo (27s85), atrás somente da chinesa Yuanhui Fu, que foi a primeira com 27s70. As duas se revezam no posto de campeãs desta prova há muito tempo. Em 2015, em Kazan, na Rússia, Fu venceu e Etiene ficou com a prata. Dois anos depois, em Budapeste, as marcas se inverteram, com ouro de Etiene e prata para a chinesa.

Nadando na primeira bateria das semifinais, Etiene registrou o tempo de 27s69, a segunda melhor da semifinal e garantiu a raia 5 na decisão. O melhor tempo da fase foi da norte-americana Kathleen Baker com 27s62. Sua principal rival, a chinesa Yuanhui Fu, ficou fora da final ao marcar 27s84 e terminar a semifinal na nona colocação.

Além de Etiene Olivia Smoliga (EUA) e Daria Vaskina (RUS), disputaram as finais dos 50 metros costas as nadadoras: Kathleen (EUA), Georgia Davies (GBR), Kaylee McKeown (AUS), Caroline Pilhatsch (AUT) e Kira Toussaint (HOL).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1566392577

A campeã Etiene Medeiros ao lado do seu técnico Fernando Vanzella. Foto: Satiro Sodré/divulgação

Conquistas e grandes vitórias – Depois do feito em Budapeste (2017), em que se tornou a primeira mulher brasileira a conquistar um título mundial na natação, Etiene ainda conta com outros grandes feitos em sua carreira. Primeira brasileira a ir ao pódio em um mundial júnior, primeira medalhista e campeã em um mundial de piscina curta e primeiro ouro feminino da história do país em Jogos Pan-Americanos.