imagem google

“É preciso entender que tudo nesta vida tem uma causa e um efeito”, diz fundador da Totvs

Ernesto Haberkorn fala sobre empreendedorismo e gestão no Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp

Patrícia Ribeiro, Agência Indusnet Fiesp

Se vocês tivessem somente cinco dias de vida, o que vocês fariam? A pergunta foi feita por Ernesto Haberkorn, sócio fundador da Totvs e diretor da TI educacional, nesta quarta-feira (18/5), durante a reunião ordinária do Comitê de Jovens Empreendedores da Fiesp (CJE).

Haberkorn foi convidado para dar dicas sobre empreendedorismo e gestão para os participantes da reunião. Ele aproveitou para apresentar o seu livro “Dicas de como chegar lá!”. Dentre as questões apresentadas por ele estão: cuidar da espiritualidade; fazer esporte; cumprir metas; estudar sempre; não ter inimigos; dormir suficiente; fazer do trabalho um lazer; cuidar da alimentação e ter muita persistência na vida e nos negócios.

“Antes de tudo, vocês precisam fazer o que gostam. Assim nunca terão problemas”, brincou Haberkorn, no início de sua participação. Para ele, dono de empresa tem que saber mandar e cobrar na hora certa. “É fundamental saber ser líder para ir bem nos negócios.” Ter firmeza, calma e saber perguntar e argumentar são as suas dicas para se sair bem neste papel.

Segundo ele, para investir, inovar e empreender são necessários atributos como inteligência, e, principalmente, liderança. Além disso, Haberkorn destacou a importância de saber dividir seus sonhos com outros empreendedores. “Às vezes dividir é multiplicar.”

O empresário também ressaltou a importância da tecnologia tanto para gestão empresarial como para a criação de novos negócios. “A Tecnologia da Informação (TI) e a tecnologia de software são sinônimos de eficiência e sempre serão aceitos, se funcionarem.”

Sobre a evolução profissional, o empresário enfatizou a necessidade de o empreendedor ter experiência profissional em grandes empresas antes de partir para a criação de um negócio próprio. “Nas empresas, aprendemos a ser corporativos, a cumprir prazos, a tratar orçamentos, a respeitar hierarquia”, explicou.

Ele lembrou a trajetória que o tornou empresário. “Se não fosse por eu ter sido despedido em 1976 e com minha mulher grávida, não teria apostado tudo neste negócio. É preciso entender que tudo nesta vida tem uma causa e um efeito”, concluiu.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1627514307

Ernesto Haberkorn, da Totvs, durante palestra no Comitê de Jovens Empreendedores da Fiesp. Foto: Everton Amaro/Fiesp