imagem google

É o tipo de parceria que faz bem, diz Skaf sobre acordo com Secretaria da Fazenda para aperfeiçoar compras governamentais

Acordo permitirá a divulgação, no aplicativo Ponte de Negócios, das ofertas de compras da plataforma Bolsa Eletrônica de Compras

Agência Indusnet Fiesp

Secretaria da Fazenda do Governo de São Paulo e Fiesp, por meio de seu Departamento de Ação Regional, assinaram nesta segunda-feira (10 de dezembro) acordo de cooperação para auxiliar o processo de compras governamentais. Pela Fiesp assinou Paulo Skaf, presidente da entidade e também do Sesi-SP e do Senai-SP. Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, secretário da Fazenda, firmou pelo governo estadual.

Skaf destacou a importância do acordo no estímulo a empresas de menor porte. “É o tipo de parceria que faz bem ao Estado, à economia, ao emprego.”

O acordo permitirá a divulgação, no aplicativo Ponte de Negócios, da Fiesp, das ofertas de compras da plataforma BEC – Bolsa Eletrônica de Compras, sistema eletrônico gratuito para a negociação de preço de bens e serviços adquiridos pela administração pública direta e indireta do Estado de São Paulo.

Também permitirá analisar dados e criar ações regionais para fomentar e desenvolver oportunidades de negócios. Outros benefícios da dissecação das informações são a criação de ações destinadas a minimizar a ocorrência de licitações eletrônicas desertas e fracassadas e a elaboração de estudos visando ao aumento médio de participantes por licitação.

“Coroa o trabalho iniciado para auxiliar o Sesi-SP e o Senai-SP em suas compras”, disse Sylvio de Barros, diretor financeiro da Fiesp, sobre o acordo com a Secretaria da Fazenda. Atrair pequenas e microempresas para as compras governamentais, explicou, é uma das metas.

Carvalho destacou a importância de aproximar a Sefaz da Fiesp, por sua representatividade na indústria. A compra pública como instrumento de desenvolvimento econômico e social é algo que se busca, disse. A BEC, frisou, negocia R$ 12 bilhões por ano, com 80.000 fornecedores cadastrados, apenas 10% deles pequenos e médios. Governos do mundo inteiro usam seu poder de compra como ferramenta de desenvolvimento, e o governo de São Paulo precisa também fazer isso, afirmou. São 124.000 itens na BEC, 37% deles da saúde. “É uma ferramenta muito importante, que fica como legado para o próximo governo, para trabalhar em parceria com a Fiesp e com empresários, permitindo a descentralização.”

Ponte de Negócios

Com funcionamento na web e em celulares, o app (aplicativo) Ponte de Negócios foi criado com o objetivo de alavancar e dar mais visibilidade aos processos licitatórios do Sesi-SP e Senai-SP e demais parceiros (Forças Armadas (Colog, Celog, Marinha), Federação Brasileira dos Hospitais e Santas Casas).

O sistema disponibiliza uma breve descrição dos produtos e serviços a serem contratados, além de fornecer informações sobre o tipo de compra ou contratação, volume, locais de entrega e condições de fornecimento. Entre os resultados para o Sesi-SP e o Senai-SP do Ponte de Negócios está o aumento no número médio de participantes por processo licitatório, de 5,5 para 9,3.

Skaf na assinatura de acordo entre Fiesp e Secretaria da Fazenda. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf e Carvalho na assinatura de acordo entre Fiesp e Secretaria da Fazenda. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp