imagem google

Criadores do musical que deu origem a ‘A Madrinha Embriagada’ elogiam versão brasileira

Para Don McKellar e Lisa Lambert, peça dirigida por Miguel Falabella foi adaptada de forma “inteligente”

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Criadores de “The Drowsy Chaperone”, Don McKellar e Lisa Lambert, assistiram, na noite desta quarta-feira (14/08), “A Madrinha Embriagada”, versão brasileira da peça dirigida por Miguel Falabella.

“O espetáculo é muito bem feito e foi adaptado de um jeito tão inteligente para o público brasileiro pelo Miguel [Falabella]”, conta Lisa Lambert, que, ao lado de Greg Morrison, criou as músicas e letras de “The Drowsy Chaperone”.

“E com um elenco e um figurino maravilhosos. É uma honra ver seu trabalho adaptado de um jeito tão competente”, diz. “O espetáculo tem uma cara própria. Os atores criaram coisas originais. Adorei o que vi”, explicou a americana.

Lisa também falou sobre o projeto do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que tornará os espetáculos musicais, geralmente eventos com alto custo para o público, acessíveis, gratuitos.

“Saber que esse musical faz parte de um projeto tão importante e que fará muita gente ter contato pela primeira vez com o gênero musical traz muita responsabilidade”, concluiu.

Dom McKeller, criador do texto original, também assistiu à peça e falou sobre as diferenças entre a versão brasileira e a original. “Muitas piadas que não funcionaram na nossa versão acabaram funcionando nessa”, disse.

Dom (o primeiro à esquerda) e Lisa: boa adaptação das piadas e do humor do musical. Foto: Everton Amaro/Fiesp

McKellar (primeiro à esquerda) e Lisa: versão brasileira da peça tem "cara própria". Foto: Everton Amaro/Fiesp


McKeller conta que ficou bastante animado e surpreso enquanto assistia a peça. “Essa versão é cheia de surpresas e novidades. É tão incrível saber que muitas pessoas verão ‘A Madrinha Embriagada’ e que a peça será a primeira experiência de muita gente com musicais”, concluiu.

“A Madrinha Embriagada” estreia no dia 17 de agosto para o público no Teatro do Sesi-SP. Trata-se de um espetáculo conhecido em todo o mundo e que estreou em 1988, em Toronto, no Canadá, chegando à Broadway em maio de 2006. De lá para cá, além do Canadá e dos Estados Unidos, foram várias montagens em países como a Inglaterra e o Japão.

Passada em 1928, a comédia musical é conduzida pelo “homem da poltrona”. O narrador em questão é um fã de musicais que, numa noite, decide parar para ouvir um de seus discos prediletos, chamado “A Madrinha Embriagada”. Dessa forma, os personagens das canções terminam invadindo a sua casa. E tem início a trama que tem tudo para encantar o público em sua temporada no Teatro do Sesi-SP.

Ingressos

Os ingressos para “A Madrinha Embriagada” são disponibilizados de forma inteiramente gratuita para reserva on-line no site do Sesi-SP pelo linkhttp://www.sesisp.org.br/meu-sesi.

Para as apresentações em agosto, os ingressos já estão esgotados.

Os ingressos para os próximos meses da temporada serão disponibilizados a partir do dia 20 do mês anterior.

O sistema será utilizado ao longo das 325 apresentações agendadas para a temporada – a última apresentação está programada para  29 de junho de 2014.