imagem google

Copom: ‘Precisamos criar condições semelhantes de concorrência entre Brasil e outros países’, afirma Paulo Skaf

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manteve a taxa Selic em 7,25%

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)
Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp)

Nota Oficial

“Não podemos esquecer que desde agosto de 2011 a Selic já caiu de 12,5% a.a. para 7,25% a.a., porém a posição da Fiesp e do Ciesp é de defesa de uma taxa de juros ainda menor, que permite ao país competir no mercado externo e interno. Reconhecemos o esforço do governo, mas para que o país possa realmente voltar a crescer em 2013 são necessárias ainda mais ações efetivas que reduzam os custos de produção no país”, afirmou o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, nesta quarta-feira (28/11).

Entre as medidas que a Fiesp defende estão: a aprovação pelo Congresso Nacional da MP 579, que reduz as tarifas de energia; a necessidade de o governo aprofundar as desonerações do setor produtivo; e a redução da burocracia.

“Os bancos também precisam reduzir ainda mais seus spreads, que ainda são elevadíssimos. O governo precisa destravar o investimento público, bem como adequar regulamentação para investimento privado em concessões e PPPs. Sem a redução desses custos, não vamos conseguir garantir crescimento econômico para o ano que vem e continuaremos com resultados pífios, como em 2011 e em 2012” concluiu Skaf.