imagem google

Congresso Bem-Estar e Felicidade: mundo contemporâneo sofre com problemas de saúde mental e dores invisíveis

No Congresso Bem-Estar e Felicidade, foco em temas diversificados que permeiam o ambiente corporativo e têm impacto na qualidade de vida de todos

Alex de Souza e Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

No ritmo vertiginoso do mundo contemporâneo, que envolve o ambiente de trabalho e as relações interpessoais, surgem “dores invisíveis”, contou a jornalista, escritora e palestrante Izabella Camargo, com base em sua experiência vivida frente à Síndrome de Burnout, durante o Congresso Bem-Estar e Felicidade, ocorrido na Fiesp (4/7). A “depressão é excesso de passado, estresse é excesso de presente e ansiedade é excesso de futuro”, disse sabiamente ao citar a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva.

Para Camargo, a diferença entre o remédio e o veneno é a dose, como alertava o médico Paracelso. Ao contar a sua experiência, traçou o perfil dos que sofrem com as “dores invisíveis”: pessoas que gostam de resolver problemas; responsáveis e perfeccionistas; saem do trabalho, mas o trabalho não sai delas; vivem em ambientes com pressão e cobrança constantes; acumulam funções; têm imunidade baixa e doenças recorrentes; e não podem errar, caso de jornalistas, médicos, policiais, professores, pilotos de avião, empreendedores, por exemplo.

O resultado é que “todos perdem quando a saúde mental é abalada”. E aconselhou: “Dormir não é perder tempo. Quanto mais cansado, menos produtivo”. Então, descanse. Quem dorme menos de seis horas por dia, além de propensão a doenças, quadruplica as chances de morrer (Fonte: Associação Brasileira do Sono).

A jornalista compartilhou sua ideia de felicidade, uma questão de ponto de vista e de escolhas de sonhos e de determinação dos obstáculos e como é possível superá-los. Para ela, a infelicidade também se trata de uma escolha, presas a boletos e responsabilidades, ou seja, a armadilhas. Há a crença de que a cura está só na farmácia, com a larga utilização de remédios. Assim, “a pessoa quer sair do ponto de partida e se alcançar a chegada sem fazer uma pausa para refletir quem você é hoje. É preciso lembrar que, nesta viagem que é a vida, deve-se estar atento aos insights e, se cair, levantar-se, e seguir em frente”, aconselhou.

“Uma abelha vive por 40 dias, visita mil flores e produz uma colher de chá de mel em uma vida inteira de trabalho. E, para nós, é apenas uma colher de chá de mel. É preciso lembrar-se que temos sempre 24 horas de presente”, exemplificou. O que a jornalista desejou aos presentes é que “seus sonhos sejam maiores do que seus pesadelos” e se alguém sofre de dor invisível ou não, é preciso reconhecer o fato e buscar ajuda.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1569067423

A jornalista e palestrante Izabella Camargo compartilha com os participantes como superou a Síndrome de Burnout e mudou a sua história pessoal. Foto: Karim Kahn/Fiesp

Não à toa os problemas de saúde mental são considerados incapacitantes: 40 milhões sofrem de estresse grave relacionado ao mundo do trabalho (Fonte: Organização Internacional do Trabalho-OIT). Comprova-se que 79% dos afastamentos, de 2012 a 2016, foram causados por reações ao estresse grave, transtornos de adaptação e episódios depressivos. A principal causa de pagamento de auxílio-doença, no Brasil, não ligado a acidentes de trabalho, e que soma 31%, é a depressão. O INSS concedeu 12% a mais de licenças para tratamento de ansiedade em 2018 em comparação a 2017. É possível estabelecer conexão em função dos 63,2 milhões de brasileiros inadimplentes, um recorde histórico, de acordo com o Serasa, e os estudos que corroboram a correlação entre saúde financeira, mental e física.

Conexão como alicerce para a vida

Se você quer ser um grande líder no ambiente de negócios não pode ter medo. Precisa ser um bom jogador e criar conexão com o seu time. Se a vida parece estar contra você, acalme sua mente calma e afaste-se do estresse. Nós precisamos cultivar um belo estado interior. Caso contrário, vamos destruir o corpo, a saúde, a carreira e as relações pessoais. Esse prólogo da indiana Preethaji – Co-fundadora da O&O Academy, convidada internacional, deu o tom de sua palestra Viva feliz e na abundância – Ensinamentos da Guia de Líderes de 128 países.

“Ao reforçar que cada um de nós vive em um de dois estados – independente de lugar ou idade – ou no sofrimento ou na beleza interior, e tudo o que se vê no mundo está relacionado a um ou ao outro, nosso estado de ser se constitui em nossa fundação. Mas a educação não promove essa experiência livre de gaiolas e de uma mente presa em blocos. Somos todos líderes, mas a partir de qual estado você quer liderar?”, questionou.

Para a indiana, sofremos o impacto do progresso acelerado e das muitas mudanças que ocorrem à nossa volta, além do glamour promovido pelas mídias sociais que alteram as relações. “Nosso corpo está em colapso. A gente não tem tempo para uma pausa e prestar atenção a si mesmo. Sofre-se de solidão crônica”, sentenciou. Em suas viagens por todo o mundo, todos comentam sobre o estado de ansiedade no qual se vive, comentou, ao lembrar que assim se projeta um futuro doloroso para si mesmo, um caos. “Temos de 50 a 60 mil pensamentos por dia, sendo que a maioria é automática e diz respeito a coisas passadas, que causam sofrimento e estresse. A ansiedade acabou virando uma forma de viver, algo natural, mas não o é”, criticou, apontando para a necessária quebra de paradigma, conectar-se com a paz e perceber a transformação que se processa na existência de cada um.

Separação versus conexão, trata-se disto, resumiu Preethaji, ao citar o poder de sincronidade das três milhões de células que trabalham em nosso corpo e promover uma mudança fundamental na consciência. Mas como ela pode começar? “Gratidão de se estar neste mundo, compaixão, a conexão humana para o seu bem-estar e o do outro. No reino da nossa consciência ilimitada, todos estão conectados”, finalizou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1569067423

A indiana Preethaji, co-fundadora da O&O Academy, foi a convidada internacional do evento e abordou a conexão do indivíduo com os seus propósitos. Foto: Karim Kahn/Fiesp

A comunicação orgânica e a felicidade

O respeito ao outro e aos seus limites foi uma das discussões do workshop Conexão e Comunicação: a relação entre comunicação orgânica e felicidade. Para o especialista em Efetividade do Conhecimento, Edmundo Conde, a comunicação eficaz é fundamental para a manutenção da saúde e da interação saudável com o outro que, por consequência, torna as pessoas mais felizes. “A comunicação orgânica tem três aspectos: eu, o outro e o ambiente/contexto. Precisamos aprender a falar com nós mesmos e com o outro, sempre com conhecimento do ambiente, do contexto, dos limites do nosso interlocutor. Uma mensagem não decodificada claramente pode ser o motivo de tristeza, angústia e estagnação”, explicou.

Com diversas atividades, nas quais os congressistas interagiram uns com os outros, o workshop também trouxe a discussão sobre o ritmo acelerado da sociedade contemporânea e a falta de tempo para processar as informações no processo comunicativo. “Todos querem ser os donos da verdade. Algumas pessoas despejam conteúdo e não esperam que o outro assimile o que está ouvindo. Precisamos de tempo para ouvir, sentir, experimentar e concluir se a informação é boa ou não, bem como o que faremos com ela. Isso afeta qualquer relacionamento, seja pessoal ou laboral, afirmou Conde, lembrando que há diversas formas de pensar e ver o mundo.

“A comunicação é uma construção. E como cada pessoa é única, tem seu próprio contexto, sua identidade. O outro tem o direito de parar, refletir, reorganizar as ideias. O mundo não é feito apenas de significados, de racionalização, o mundo precisa fazer sentido. Mas isso requer que as pessoas aprendam como se conectar, aprendam a se conhecer”, finalizou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1569067423

A comunicação é uma construção, tema abordado no workshop Conexão e Comunicação: a relação entre comunicação orgânica e felicidade, pelo especialista Edmundo Conde. Foto: Karim Kahn/Fiesp