imagem google

Competitividade sustentável na cadeia produtiva é o tema do Construbusiness 2012 da Fiesp

10º Congresso Brasileiro da Construção acontece no dia 3 de dezembro , na sede da entidade. Inscrições são gratuitas

Cesar Augusto, Agência Indusnet Fiesp

Novidades no 10º Congresso Brasileiro da Construção (Construbusiness 2012). Mais do que debates e propostas com foco na cadeia produtiva do setor, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) elaborou um programa completo, chamado “Compete Brasil”, que será entregue a representantes dos três níveis de governo (federal, estadual e municipal).

O “Compete Brasil” traz soluções estruturadas e integradas para resolver dificuldades ainda não solucionadas na Construção até 2022 (ano do bicentenário da República). O objetivo principal é elevar o Brasil à condição de quinta economia do planeta – o setor é responsável por 8% do PIB do Brasil e por 42% da Formação Bruta de Capital Fixo.

Para cada R$ 1 produzido em Construção, R$ 1,88 são adicionados à produção total do país. Cada R$ 1 milhão investidos no setor representa a criação de 70 novos empregos no Brasil. A construção remunera seus trabalhadores, em média, 11,7% acima de outros setores da economia.

O programa elaborado pela Fiesp oferece soluções em temas como “Planejamento e Gestão”; “Aspectos Institucionais e Segurança Jurídica”; “Funding”; “Mão de Obra”; “Impactos Tributários e Custos Produtivos”, além de “Sustentabilidade”.

“Teremos de produzir mais de 23 milhões de moradias até 2022. Isso implica uma necessidade de investimento de R$ 250 bilhões por ano, o que leva, em 12 anos, a um montante de R$ 3 trilhões. Para a infraestrutura, a meta de investimentos até 2022 supera os R$ 2 trilhões”, afirma José Carlos de Oliveira Lima, vice-presidente da Fiesp e presidente do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic).

O Construbusiness acontece nesta segunda-feira (03/12), na sede da Fiesp (Av. Paulista 1313 – Teatro do Sesi) em São Paulo, a partir das 8h30, e contará com as presenças de convidados ilustres e de autoridades como o vice-presidente da república, Michel Temer; a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e a secretária nacional da Habitação, Inês Magalhães, além do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e do vice-presidente da Fiesp e presidente do Consic, José Carlos de Oliveira Lima.