imagem google

Com grande atuação de Sidão, vôlei masculino do Brasil vence Sérvia de virada: 3 sets a 2

Central do Sesi-SP é um dos destaques no jogo em que seleção assegurou a classificação para as quartas de final nos Jogos Olímpicos de Londres

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1601401148

Sidão foi o maior pontuador do Brasil no jogo contra a Sérvia. Divulgação/FIVB

A Sérvia era uma das lanternas do grupo B. Mas o time dos Balcãs não facilitou em nada a vida do Brasil. Em partida de duas horas e dois minutos, a equipe do técnico Bernardo Rezende, o Bernardinho, precisou de cinco sets (22/25, 25/15, 20/25, 25/22 e 15/9) para superar os atuais campeões europeus, em confronto realizado na noite de sábado (04/08) pelo torneio de vôlei masculino dos Jogos Olímpicos de Londres.

Com a vitória de virada, o Brasil somou oito pontos pelo Grupo B e garantiu classificação para as quartas de final.

O destaque foi a atuação de Sidão, central do Sesi-SP. O meio de rede marcou 15 pontos – sete de ataque, seis de bloqueio e dois no saque.

Sempre muito concentrado na recepção (26 passes perfeitos em 33), Murilo Endres, ponteiro do Sesi-SP, também teve boa atuação, marcando 12 pontos – nove de ataque e três de saque – e defendendo cinco bolas.

Serginho defendeu sete bolas e contribuiu com 19 passes perfeitos em 27 recepções.

A próxima partida será contra a Alemanha, na segunda-feira (06/08), às 18h (horário de Brasília).

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1601401148

Murilo Endres fez 12 pontos e se destacou no passe, com alto índice de acertos.

Mais concentrada no início, a seleção da Sérvia comandou o placar durante quase todo o primeiro set. Chegou a abrir 8/5, mas o Brasil empatou em 8/8 em bloqueio de Vissotto, e, depois, em 9/9 em ataque de Murilo. Liderados por Uros Kovacevic, os campeões europeus abriram quatro pontos (15/11) e administraram uma vantagem de dois a quatro pontos até o final, fechando o set em um ataque de Aleksandar Atanasijevic desviado para fora pelo bloqueio de Dante.

Com outra atitude, a equipe de Bernardinho impôs seu jogo e comandou o placar no segundo set . A Sérva chegou a empatar em 6/6, mas o Brasil conseguiu abrir margem de sete pontos (15/8) em saque de Sidão. A vantagem chegou a 10 pontos em saque de Murilo (24/14). Vissotto empatou a contagem de sets em 1 a 1 em bloqueio para fora de Nikola Kovacevic.

No terceiro set, as equipes mantiveram equilíbrio no placar até o 19/19. Sidão errou seu saque e a Sérvia, aproveitando o serviço de Atanasijevic, abriu quatro pontos (23/19).  O time dos Balcãs fechou o terceiro set (25/20) em 26 minutos.

Bernardinho mexeu na formação da equipe para o quarto set, escalando o oposto Wallace e o central Rodrigão nos lugares de Vissotto e Lucão. E deu certo. O Brasil abriu vantagem (15/11), mas a Sérvia chegou a assustar (19/19). Wallace fechou o set em 25/22, empatando a contagem em dois sets.

No quinto set, o tie-break seguiu equilibrado até 6/5, mas com ataques de Murilo (7/5) e bloqueio de Sidão (8/5), a seleção brasileira deslanchou, deixando a virada bem encaminhada em bloqueio de Bruno (10/5) e mais um ataque de Murilo (11/5) não defendido por Atanasijevic. O técnico da Sérvia, o montenegrino Igor Kolakovic, tentou mudar o rumo do placar com um pedido de tempo, mas já era tarde. Um erro de Nikola Kovacevic determinou mais uma vitória brasileira (15/9), por três sets a dois.



Leia mais