imagem google

No Brasil Econômico, Carlos Cavalcanti afirma que é triste que governo de SP milite contra redução da conta de luz

De acordo com diretor da Fiesp, governo do Estado pensa apenas em seus interesses como acionista da Cesp

Agência Indusnet Fiesp

O jornal Brasil Econômico publicou nesta quarta-feira (05/12) um artigo do diretor-titular do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Carlos Cavalcanti.

O titular do Deinfra critica a decisão do governo do Estado de São Paulo, que na segunda-feira (03/12) anunciou a recusa da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) no plano de adesão proposto pela Medida Provisória 579 do governo federal, que prevê a redução de tarifas de energia  mediante renovação das concessões e indenização de investimentos não amortizados no setor elétrico.

“É com tristeza que a população de São Paulo assiste seu governo estadual militar contra a redução do preço da conta de luz”, afirma Cavalcanti no início do texto.

“A Fiesp fez a campanha ‘Energia a Preço Justo’ para beneficiar toda a população brasileira. Inclusive os brasileiros de São Paulo. Ganhamos. Mas fica, para todos nós, a sensação de vergonha do comportamento do Governo de São Paulo”, conclui Cavalcanti no artigo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1571868370