imagem google

Com ponto final de Fabiana, Brasil vence Rússia e avança às semifinais olímpicas do vôlei

Central do Sesi-SP marca o ponto da vitória em disputa eletrizante do tie-break - seleção feminina salvou seis match points russos

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

A seleção brasileira de vôlei feminino está mais perto do bicampeonato olímpico.  Liderado por Fabiana, capitã da seleção feminina e central do Sesi-SP, o time do técnico José Guimarães deixou para trás as lembranças ruins contra a forte equipe da Rússia –  algoz nas semifinais dos Jogos de Atenas e nos Mundiais de 2006 e 2010.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1600633828

A central Fabiana Claudino (camisa 1), nova contratação do Sesi-SP para a temporada, aproveita bola levantada por outra atleta do Sesi-SP, Dani Lins (camisa 3), e faz o ponto da vitória sobre a Rússia.


As meninas do Brasil venceram de virada o time de Sokolova e da ponteira Gamova por 3 sets a 2 (24/26, 25/22, 19/25, 25/22 e 21/19) em jogo de duas horas e vinte e um minutos no Centro de Convenções Earls Court, e ganharam a vaga nas semifinais. A próxima partida será contra o Japão, na quinta-feira (09/08), às 15h30 (horário de Brasília).

Autora do último ponto da partida, a central Fabiana foi a terceira maior pontuadora brasileira, com 15 pontos (11 de ataque, três de defesa e um de ataque).

As demais atletas do Sesi-SP, a levantadora Dani Lins e a oposta Tandara marcaram, cada uma, dois pontos na partida.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1600633828

Seleção superou 'pedra no sapato' em duas horas e 21 minutos de jogo.

Em quadra, duas potências do voleibol mundial – Brasil (campeão olímpico) e Rússia (bicampeão mundial) – promoveram uma disputa acirrada por uma vaga nas semifinais dos Jogos Olímpicos de Londres.

No primeiro set, as equipes brigaram ponto a ponto pela liderança do placar. Com um ataque eficiente, graças à boa distribuição de bola da levantadora Dani Lins, o Brasil pressionou o time da ponteira Gamova. Mesmo assim, deu Rússia: 26/24.

No segundo set, a equipe não se deixou abater pelo revés no primeiro parcial e manteve o equilíbrio e a concentração. Desta forma, a seleção brasileira conseguiu abrir cinco pontos de vantagem no placar (12/07) e fechou a parcial em  25/22.

A seleção russa conseguiu se reestruturar no terceiro set. As adversárias souberam tirar proveitos dos erros de bloqueio e ataque cometidos pelo time brasileiro, que perdeu a parcial por 19/25.

Com o apoio da torcida nas arquibancadas, que embalaram o coro “o campeão voltou”, o time do técnico José Roberto Guimarães aproveitou os erros cometidos pela seleção russa e venceu o quarto  set por 25/21, levando a disputa para o tie-break.

Tensão total no último e decisivo set. Em quadra, o time brasileiro apresentou um excelente nível técnico e muito equilíbrio, fatores decisivos para vencer o jogo, salvando seis match points. Em jogada de ataque, a central Fabiana marcou o ponto da classificação, encerrando o tie-break em 21/19 e fim de um tabu.

Ficha técnica
Brasil: Dani Lins, Sheilla, Fernanda Garay, Jaqueline, Fabiana e Thaisa. Líbero – Fabi
Entraram: Tandara, Fernandinha, Paula Pequeno e Fernanda Garay
Técnico: José Roberto Guimarães

Rússia: Borisenko, Sokolova, Perelpekina, Goncharova, Gamova e Startseva. Líbero – Kryuchkova
Entraram:  Estes e Kosheleva
Técnico: Sergey Ouchinnikov

Leia mais