imagem google

Ao lado do Rei da Suécia, presidente da Fiesp inaugura exposição ‘O Prêmio Nobel – Ideias Mudando o Mundo’

Mostra é resultado de convênio entre a Fiesp, o Sesi-SP e Câmara de Comércio Sueco-Brasileira, indo até o dia 10 de dezembro no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, em São Paulo

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Ao lado de Carl XVI Gustaf, rei da Suécia e patrono da Academia Real Sueca de Ciências e Engenharia, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp),  Paulo Skaf, abriu oficialmente a exposição “O Prêmio Nobel– Ideias Mudando o Mundo”, em cerimônia na noite desta segunda-feira (11/11), no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso.

A exposição é resultado de um convênio entre a Fiesp, o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e a Câmara de Comércio Sueco-Brasileira. E prossegue até dia 10 de dezembro, sendo aberta ao público diariamente das 10h às 20h.

Para Carl XVI Gustaf, a exposição celebra os benefícios que as criações dos laureados com o Prêmio Nobel proporcionaram à humanidade. “Tais esforços ecoam e continuaram a ecoar para sempre”.

O rei da Suécia, à direita, em cerimônia com Paulo Skaf e demais autoridades: ideias que vão ecoar para sempre. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

O rei da Suécia, Carl XVI Gustaf, à direita, em cerimônia com Paulo Skaf (à esquerda) e demais autoridades: orgulho pelos esforços que vão ecoar para sempre.Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Segundo o monarca, a exposição carrega importância histórica da mais alta magnitude e deve influenciar os jovens brasileiros a investirem na vida intelectual.

Para Olov Amelin, diretor do Museu Nobel, o momento é especial, já que é a primeira vez que a exposição chega a um país latino-americano. “Estamos gratos por abrir a exposição no coração do Brasil”, afirmou.

Segundo Leif Johansson, presidente do Conselho da Academia Real Sueca de Ciências e Engenharia, a inauguração celebra a mistura intelectual sueca e brasileira e as possibilidades que essa interação pode criar. “Com esses trabalhos expostos, nós queremos retratar a vida e o trabalho de todos os laureados com o Nobel. Aqui temos projetos fundamentais, que mudaram a maneira como a humanidade vive”, disse.

Walter Vicioni Gonçalves, superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), também participou da cerimônia.