imagem google

Ana Marcela, nadadora do Sesi-SP, vence no Canadá e dispara na Copa do Mundo

Atleta ganhou pela segunda vez consecutiva e agora lidera, com folga, a Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

A diferença foi só de 3 centésimos. Praticamente na unha e só decidida na foto. Mas a nadadora do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Ana Marcela Cunha, ganhou pela segunda vez consecutiva e agora lidera, com folga, a Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas. A prova foi realizada nesta quarta-feira (23/07), no Lac St-Jean, em Roberval, no Canadá.

Com o tempo de 2h03m1s2c, a brasileira superou a norte-americana Christine Jennings (2h03m1s5c) e a alemã Angela Maurer (2h03m02s7c).

Com a vitória, Ana Marcela chegou aos 74 pontos e disparou na liderança do ranking mundial. Poliana Okimoto, sua principal concorrente, não nadou e continua na vice-liderança com 56 pontos.

A próxima prova será também no Canadá, no Lac Magog, dia 01 de agosto.

“Sabia que esta prova iria ser muito difícil. Então busquei uma estratégia um pouco diferente, nadando um pouco mais a frente para não deixar ninguém escapar. Na última volta, abri ainda mais, mas acabou que a Christine veio junto.A prova foi decidida por centímetros e felizmente a meu favor”, disse Ana, que precisou recorrer a uma estratégia diferente no final para garantir a vantagem.

Ana Marcela: “A prova foi decidida por centímetros e, felizmente, a meu favor”. Foto: Arquivo Pessoal

Ana Marcela: “A prova foi decidida por centímetros e, felizmente, a meu favor”. Foto: Arquivo Pessoal

“Ela nadou muito consciente. Na penúltima volta, a Kristel cansou e a Ana pegou a frente do pelotão, faltando 2km para terminar. E ao fazer isso, ela levou três americanas no vácuo. Quando quando faltavam apenas 150 metros para a chegada, a Christine chegou a passar a Ana e liderar. Mas faltando só 15 metros, a Ana mudou de lado, foi para onde não respira, e bateu na frente por 0.3 centésimos. Maratona é assim, e ela foi muito inteligente, mostrou sua experiência e mereceu ganhar”, explicou o treinador Fernando Possenti.